28 de fevereiro de 2021
Campo Grande 33º 21º

Enquanto presidente do PT acusa Delcídio de traidor, Dilma se diz perplexa com prisão de petista

O presidente da Executiva Nacional do Partido dos Trabalhadores, Rui Falcão não tem poupado o senador Delcídio do Amaral em suas declarações à imprensa. Nesta segunda-feira (30), acusou o líder do governo no Senado Federal, de traidor e foi taxativo ao dizer que o senador usou cargo público em satisfazer interesse próprio.  “"Todos sabemos que há seletividade nas investigações da Lava Jato, como também são nítidas as manobras para criminalizar PT como instituição. [...] Nada disso, contudo, exime senador do delito de usar seu cargo em benefício próprio, com prejuízo ao PT, ao governo e ao próprio país [...]", disse.

Por outro lado, a presidente Dilma Rousseff (PT) demonstrou apatia com relação a prisão de Delcídio ocorrida na quarta-feira (25) pela Polícia Federal. Em entrevista à Folha de São Paulo, Dilma se disse “perplexa”, com o fato e afirmou não temer a nenhuma possível delação do senador Delcídio.  Contudo, a presidente voltou a negar seu envolvimento na indicação de Nestor Cervero para diretoria da Petrobrás. “Não indiquei Nestor Cerveró. Eu acho que o senador Delcídio se equivoca”, afirma.

Na oportunidade, a presidente que participa da COP21- Conferência sobre Clima ressaltou ainda que não tem relação com banqueiro André Esteves, do BTC Pactual, preso na semana passada juntamente com Delcídio e o chefe de gabinete do senador, Diogo Ferreira. O trio foi preso sob suspeita de atrapalhar investigações da Operação Lava Jato.