18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Harmonia?

Enquanto Rocha prega paz, Saraiva e Siufi se mantêm ferrenhos opositores a Bernal

A Câmara de Vereadores de Campo Grande começa 2016 dividida em relação ao prefeito da Capital, Alcides Bernal (PP). Enquanto o presidente da Casa de Leis, João Rocha (PSD), prega harmonia e diz que Legislativo e Executivo devem andar de mãos dadas, os vereadores da oposição Airton Saraiva (DEM) e Paulo Siufi (PMDB) não poupam Bernal e reforçam o discurso contra prefeito.

Em entrevista ao MS Notícias, nesta quarta-feira (3), Siufi foi taxativo: “Não existe essa paz, Campo Grande não está bem”. Assim como peemedebista, Saraiva também se diz desconfiado das promessas de paz de Bernal e se disse pessimista em relação ao futuro político e administrativo da Capital em 2016.

“Ele é um artista, veio aqui e encheu plateia. É tão irresponsável que tirou funcionários do seu trabalho para virem aqui e baterem palma para ele. Ele [Bernal] é uma pessoa sem nenhuma preocupação com o que está acontecendo na cidade”, disse o vereador que listou como principais problemas da Capital: a falta de medicamentos, atraso na compra de kits escolares e uniformes além dos buracos. Para Saraiva, Bernal não conseguiu organizar administração.

“Uma pessoa que não trabalha, que vai poucas vezes à Prefeitura, chega às 10 horas. Você não pode acreditar que uma pessoa dessa tenha seriedade com a cidade? Cadê o uniforme, o kit escolar? Isso é que eu pergunto. Não se organizou nada. Colocou um monte de incompetente nas secretarias. Nós aqui temos que dizer a verdade. Vou continuar na oposição chamando atenção para irresponsabilidade dele”.

Saraiva não economizou nas críticas ao prefeito e deixou claro que suas expectativas para 2016 não são das melhores. “Eu não respeito executivo cassado, ele é prefeito cassado, que responsabilidade esse moço tem com a cidade? Tivemos o final do ano passado um caos, esse ano começou com caos.”