29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

ENTREVISTA | RODA VIVA

Entrevista no Roda Viva completa com marqueteiro João Santana; veja

Ele acredita que uma chapa com Ciro Gomes candidato a presidente e Lula de vice seria imbatível

Entrevistado ontem no Roda Viva, o marqueteiro João Santana entrou em todos os temas polêmicos nos quais esteve envolvido. “O caixa dois não foi uma unha encravada no sistema político brasileiro”, afirmou, “foi sempre a alma do sistema eleitoral.” Responsável pelas eleições de Lula e Dilma, Santana foi preso pela Lava Jato por ter sido pago pelo caixa dois. Para ele, a operação perdeu a oportunidade de resolver o problema. “Não seria muito mais importante para a purificação do sistema se a Lava Jato, quando descobrisse um caso de caixa dois da magnitude do nosso, tivesse mandado para a procuradoria-geral da República e pedisse que ela, junto com TSE, fizesse uma grande força tarefa no Brasil para examinar?” Para Santana, a operação ficou só no caso do governo de então sem ampliar seu escopo. Ele também responsabiliza Lula por ter desestabilizado Dilma. O ex-presidente queria ter sido candidato em 2014 no lugar de sua sucessora, ele afirma. “O tempo inteiro Lula não declarava, mas queimava a Dilma”, disse. “Qualquer empresário que visitava, qualquer político que visitava, ouvia ele falando mal da Dilma". 

O publicitário também afirmou que faria novamente os duros ataques que fez contra a candidatura de Marina Silva, na campanha de 2014. “Era uma peça de exagero retórico”, ele falou, sobre o filme que levava o eleitor a acreditar que, caso a então candidata do PSB vencesse, o Bolsa Família acabaria, o poder iria para os banqueiros e a pobreza retornaria. “Que campanha é essa? Aliás, que candidatura é essa que não resiste a um comercial?”, perguntou Santana. Marina acusa a campanha petista de ter iniciado o processo mais acirrado de uso da mentira em campanhas eleitorais naquele momento. 

Ele acredita que uma chapa com Ciro Gomes candidato a presidente e Lula de vice seria imbatível. “Lula não pode perder, porque se perder afunda mais ele e o PT”, afirmou, imaginando como seria uma candidatura do petista. “E não pode ganhar porque vai estressar ainda mais o ambiente político.” Para Santana, a polarização do país iria piorar ainda mais. “Lula seria o melhor perfil de vice que poderia ter", disse.  

Assista à íntegra da entrevista.

 

 

Herança deixada por Maradona é de R$ 2,6 bilhões e será disputado entre 11 filhos
CRAQUE ARGENTINO
há 16 horas

Herança deixada por Maradona é de R$ 2,6 bilhões e será disputado entre 11 filhos

Laudo confirma que corpo esquartejado encontrado em malas, é do chargista
POLÍCIA
há 1 dia

Laudo confirma que corpo esquartejado encontrado em malas, é do chargista

Seleção Brasileira feminina estreia camisa sem estrelas do masculino: "Vamos conquistar nossa"
ESPORTE
há 1 dia

Seleção Brasileira feminina estreia camisa sem estrelas do masculino: "Vamos conquistar nossa"

'Natal' dos golpistas é a Black Friday; veja como se proteger
ALERTA
há 1 dia

'Natal' dos golpistas é a Black Friday; veja como se proteger

Globo decide por não fazer debate nem mesmo virtual
"ACABOU A INTERNET"
há 1 dia

Globo decide por não fazer debate nem mesmo virtual

A importância de aprender inglês desde cedo
ARTIGO
há 1 dia

A importância de aprender inglês desde cedo