20 de abril de 2021
Campo Grande 32º 19º

Fantástico denuncia esquema de exploração sexual com políticos e empresários da Capital

Mato Grosso do Sul continua nas manchetes das principais mídias de comunicação do país com denúncias de corrupção de políticos do Estado e agora é alvo de investigação de um esquema de exploração sexual de políticos e empresários de Campo Grande. 

Há 10 meses, Polícia e Ministério Público investigam duas redes de prostituição infantil que agem na Capital e no Estado, onde políticos e empresários são suspeitos de se envolver com adolescentes e até crianças de 9, 10 anos, onde eram aliciadas por redes de prostituição e programas sexuais. 

Com o caso, foi veiculada uma reportagem no último domingo (29) onde uma equipe de jornalistas do programa Fantástico exibiu a ação de integrantes de uma rede de prostituição envolvendo políticos de Mato Grosso do Sul.

O programa apresentou vídeo, no qual políticos do Estado foram flagrados dentro de motéis com meninas de 15 anos. De acordo com reportagem, clientes que pagavam pelo programa tinham preferência por meninas novas.  Além de políticos, há suspeitas de que empresários do ramo alimentício do Estado também estejam envolvidos no caso.

Entenda o Caso

Em abril de 2015, o ex-vereador Alceu Bueno (sem partido) e o ex-deputado estadual Sérgio Assis (PSB) foram indiciados por suspeita de manter relação carnal com menor na forma de exploração, conforme especificado pelo artigo 218-b, parágrafo segundo do código penal.Caso envolvendo Alceu Bueno resultou na prisão de três pessoas: Fabiano Viana Otero, Luciano Pageu e o ex-vereador Robson Martins. De acordo com investigações, os três teriam arquitetado um esquema para extorquir dinheiro de políticos e pessoas consideradas figuras públicas no Estado.