26 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 22º

Farra das Diárias

Gaeco realiza operação em Rio Brilhante e 7 vereadores devem prestar depoimento

Uma equipe do Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado (Gaeco) cumpre mandados de prisão e de busca e apreensão de documentos e objetos na Câmara de Vereadores de Rio Brilhante - distante 160 quilômetros de Campo Grande. A operação começou às 6 horas. 

Segundo informações apuradas pelo MS Notícias, a operação conta com pelo menos 30 policiais que cumprem mandados de condução coercitiva e sete vereadores foram encaminhados pela equipe do Gaeco à sede do MPE na cidade.

A suspeita é que operação tenha relação com investigação conduzida pelo Ministério Público Estadual que apura pagamento de diárias fraudulentas entre os anos de 2013 e 2014, período em que a Câmara era presidida pelo vereador Dejair Gomes (PROS).

Há também suspeita quando ao pagamento de "propina" para vereadores para garantir eleição da atual mesa diretora da Casa, presidida pelo vereador Sergio Carlos Martins Rigo, do PROS.

Segundo assessoria de imprensa da Câmara Municipal, no momento em que a equipe do Gaeco estava na Casa de Leis, o presidente não estava no local. Sergio teria ido à Câmara no início da manhã. Em breve mais informações.