18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Operação Zelotes

Gerdau é investigada por comprar decisões do Carf e evitar multa de R$ 1,5 bilhão

A siderúrgica Gerdau é novo alvo da Polícia Federal na 6ª fase da Operação Zelotes deflagrada na manhã desta quinta-feira (25). Desde início da manhã, equipes da PF cumprem 20 mandados de condução coercitiva [quando pessoa é levada para prestar depoimento e depois liberada] e 18 de busca e apreensão. A PF esteve em unidades da empresa e o presidente da companhia André Gerdau se prontificou a prestar depoimento espontaneamente.

As equipes estão distribuídas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro, Pernambuco, Rio Grande do Sul e Distrito Federal. Segundo informações da PF, esta fase investiga se a Gerdau pagou para comprar decisões favoráveis do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) para evitar pagamento de multa no valor de R$ 1,5 bilhão. O Carf é ligado ao Ministério da Fazenda. 

A suspeita é que a empresa, que atua em 14 países, tenha contratado advogados e escritórios de assessoria para realizar ações ilegais e comprar as decisões do Carf. 

A Operação Zelotes foi deflagrada em 2015, e entre os investigados está o filho do ex-presidente Lula, Luís Claudio Lula da Silva, dono da LFT Marketing Esportivo. Segundo a PF, ele recebeu R$ 2,5 milhões por um contrato de assessoria esportiva, porém, o serviço feito foi apenas entrega de documentos com informações copiadas da internet. A Zelotes também investiga compra de medidas provisória por empresas brasileiras. 

*Matéria editada às 10h31 para correção da informações.