28 de outubro de 2020
Campo Grande 28º 21º

Governador afirma que Dilma terá seu voto na eleição para presidência

O governador do Estado, André Puccinelli, não mediu palavras e afirmou na manhã de hoje que, mesmo que algumas lideranças do PMDB não apoiem a presidente Dilma Rousseff (PT), a presidente terá seu voto e que ele irá ainda fazer campanha para Dilma. Conforme explicou, esse apoio acontece porque Puccinelli afirma ser grato a todos os atos que a presidente teve em relação ao estado de Mato Grosso do Sul. “Eu sou grato como pessoa física. Ela bateu a mão na mesa para não deixar que forças ocultas não me emprestassem dinheiro”, comentou referindo-se aos recursos obtidos para o MS Forte II. Para o governador, ele tem gratidão pela presidente, pois a mesma trabalhou a favor do Estado. “Ela não viu o petismo, ela viu como magistrado. Aqui tem sul-mato-grossense para liberar o empréstimo”. Puccinelli ressaltou que Dilma é sua amiga e que a gratidão deve haver inclusive no seio político. Questionado se as declarações de outros peemedebistas, inclusive do pré-candidato ao governo do Estado, Nelsinho Trad demonstram ingratidão, o governador disse que pode apenas afirmar sobre si mesmo e que cada um deverá justificar o motivo de não apoiar a presidente. Ao concluir, Puccinelli disse que todos os partidos são “partidos”. Tayná Biazus