21 de janeiro de 2021
Campo Grande 28º 21º

INFRAESTRUTURA

Governador de MS lança pacote com obras de pavimentação e restauração

Previsto para várias regiões do Estado, execução de medidas com onze obras custará cerca de R$376 milhões

Com investimento de R$ 376,9 milhões, o Governo de Mato Grosso do Sul - na pessoa de Reinaldo Azambuja - garantiu nesta quinta-feira (14.jan.2021) obras de pavimentação e restauração de 296 quilômetros de rodovias estaduais. Ao todo, onze ações fazem parte do pacote que contempla diversas regiões, nos setores agroindustriais e turísticos. Terminada a execução dos procedimentos, espera-se um melhor escoamento de grãos e tráfego local.

De acordo com o Governo do Estado, Reinaldo Azambuja se mostrou grato na realização das obras, por levar infraestrutura e encurtar distâncias entre os polos de produção. Focado no agronegócio, com isso, ele busca atrair novos investidores e contribuir para o "desenvolvimento econômico e social do Estado".

O governador chamou atenção ainda para a independência de cada município para definir as metas que fariam parte do projeto. "Temos os recursos próprios, do Fundersul, justamente para atender estes pleitos. Nossa gestão não faz distinção partidária", disse ele que afirma atender as demandas de cada município por meio do diálogo com os prefeitos e as lideranças políticas.

OBRAS E VALORES

Com alto volume de investimento em infraestrutura, já no dia 11 de janeiro o Governo de MS lançou a obra na rodovia MS-352, com 15km de pavimentação no município de Terenos, que vai custar R$ 23.457.847,70 (vinte e três milhões, quatrocentos e cinquenta e sete mil, oitocentos e quarenta e sete reais e setenta centavos), com propostas abertas pela Agência Estadual de Gestão de Empreendimentos (Agesul) em 11 de fevereiro.

Segundo informações da Agesul, serão lançadas hoje (14.jan), licitações para obra de pavimentação asfáltica na rodovia MS-477, com extensão de 7,8 quilômetros, no município de Dourados, no valor de R$ 14.149.066,27 (quatorze milhões, cento e quarenta e nove mil, sessenta e seis reais e vinte e sete centavos).

Ainda nessa quinta-feira (14.jan), a agência também abre licitações para obra na rodovia MS-278, nos municípios de Caarapó e Fátima do Sul, no valor de R$ 108.341.963,66 (cento e oito milhões, trezentos e quarenta e um mil, novecentos e sessenta e três reais e sessenta e seis centavos), que corresponde à execução de um trecho de 56,71 quilômetros que compreende o entroncamento das BR-376 e BR-163.

Daqui quatro dias (em 18.jan.2021) tem a obra de R$ 54.580.547,90 (cinquenta e quatro milhões, quinhentos e oitenta mil, quinhentos e quarenta e sete reais e noventa centavos) na rodovia MS-166. Aproveitando a oportunidade, também será lançado o asfalto das rodovias MS-425, MS-229 e MS-320, em um trecho de 40,37 quilômetros, da região de Chapadão do Sul, com custo de R$ 56.985.568,47 (cinquenta e seis milhões, novecentos e oitenta e cinco mil, quinhentos e sessenta e oito reais e quarenta e sete centavos).

Essas iniciativas fazem parte do já conhecido pacote Governo Presente, que destinará R$ 4 bilhões de recursos para diversos municípios. Somente para infraestrutura urbana e rural serão destinados R$ 2 bilhões, no total. Ainda em 2020 o governador Reinaldo Azambuja estipulou terminar seu mandato (em 2022) com o recorde de 163 pontes de concreto, na maioria dos municípios, com investimentos de R$ 220 milhões, um recorde em 43 anos da criação de Mato Grosso do Sul.

Também em janeiro, no dia 19, tem o processo licitatório para a pavimentação da rodovia MS-450 (de 765 metros), no distrito de Palmeiras/Dois Irmãos do Buriti. Com um investimento de R$ 788.997,36 (setecentos e oitenta e oito mil, novecentos e noventa e sete reais e trinta e seis centavos), o trecho compreende a área de ocorrência de sítios arqueológicos e foi excluído da obra de pavimentação de 18,4 quilômetros da rodovia entregue em 2020 pelo governo.

Dados do Portal da Transparência apontam que de janeiro a dezembro de 2020 Mato Grosso do Sul previa uma arrecadação total anual de R$ 15 769 260 700,00 (quinze bilhões, setecentos e sessenta e nove milhões, duzentos e sessenta mil e setecentos), sendo arrecadado um valor superior de R$ 18.293.874.590,17 (dezoito bilhões, duzentos e noventa e três milhões, oitocentos e setenta e quatro mil, e quinhentos e noventa reais e dezessete centavos).

Na receita estão compreendidos valores de arrecadações relativas à "alienação de bens imóveis; ICMS; IPVA; concessões e permissões, etc.”. Através da plataforma é possível consultar informações do Estado referentes à repasses e convênios; despesas, entre outros.

Valor de receita arrecadada de mais de R$ 18 bilhões é superior em quase três bilhões do total previsto para 2020Valor de receita arrecadada, de mais de R$ 18 bilhões, é superior em quase três bilhões do total previsto para 2020

Através do Portal da Agesul é possível encontrar as demais ações de restauração presentes no pacote de investimento para rodovias estaduais, em trechos da MS-382 que atende reivindicação do comércio turístico e da soja, assim como da MS-166 e 162.