26 de fevereiro de 2021
Campo Grande 34º 22º

Aumento do piso

Governador espera que Assembleia vote na quarta reajuste salarial de agentes de saúde

O Governo do Estado encaminhou nesta segunda-feira (4) à Assembleia Legislativa, Projeto de Lei que estabelece adicional ao piso salarial dos agentes de saúde do Estado. Ato todo, serão mais de 12 mil profissionais beneficiados caso projeto seja aprovado.

O projeto é baseado em um compromisso firmado pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) em 2014 quando se candidatou ao governo. De acordo com o Projeto de Lei o reajuste será de forma gradual calculado sobre o atual benefício, de valor R$ 128,00. Dessa forma, com a aprovação do projeto, em 2016 o valor atual será corrigido para 34,09% do salário mínimo (R$307,12), passando para 40% em janeiro de 2017 e chegando a 50% em 2018.

Para o governador, a expectativa é que deputados votem projeto nesta quarta-feira (6) em regime de urgência. 

“O que vale para o governo é o compromisso proposto. Este ano nossa meta é reajustar o beneficio para mais de R$ 300 e assim anualmente fixarmos os valores para 50% do salário mínimo em 2018. Já tivemos garantia pelo legislativo para que este projeto seja votado em regime de urgência. Tudo isto significa uma vitória e a união das classes dos agentes que tem grande importância nos trabalhos de saúde em cada município de Mato Grosso do Sul”, destacou o governador.

O reajuste beneficia a todas as categorias de agentes de saúde, sendo elas: Agentes Comunitários de Saúde, Agentes de Controle de Endemias, Agentes de Endemias, Agentes de Saúde Indígena, Agentes de Saúde Pública, Agentes de Vigilância Epidemiológica e Guardas de Endemias.