24 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 23º

Governador repudia ato de invasão de prefeitura

Após a ocupação da prefeitura no final da tarde de quinta-feira, momentos depois que o prefeito cassado, Alcides Bernal (PP), conseguiu uma liminar concedida pelo juiz da 2ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos, David de Oliveira Gomes Filho, que teria derrubado a Comissão Processante que o cassou, o governador do Estado, André Puccinelli, defendeu na manhã de hoje a prisão dos envolvidos. De acordo com Puccinelli, o principal responsável pela depredação no Paço Municipal foi Alcides Bernal e caso seja comprovado o furto de documentos, o responsável também será o ex-prefeito. “Se forem verdadeiras as confirmações dos vários boletins de ocorrência registrados, de quebra fechadura, troca de fechadura e furto, cabe a prisão a quem os fez”, afirmou o governador. Alguns servidores municipais do prefeito Gilmar Olarte (PP), afirmam ter sido agredidos física e verbalmente e revistados. Além disso, fechaduras foram trocadas, e conforme perícia e visita as salas de algumas secretarias municipais localizadas na prefeitura, houve o furto de documentos. Puccinelli cobrou da Justiça de Mato Grosso do Sul uma rápida decisão para que não haja mais “insegurança política” na Capital. “É deplorável o que a nossa Capital está passando, por isso o Judiciário tem que tomar uma decisão definitiva. A administração da maior cidade do estado está sendo prejudicada”, finalizou. Tayná Biazus