15 de junho de 2021
Campo Grande 28º 15º

MC Competitivo

Governo firma parceria com MBC para trazer eficiência de gestão à administração pública

Objetivo é tornar Estado atrativo a investidores e melhorar qualidade de serviço oferecido à população

A- A+

O governo do Estado assinou na noite de hoje termo de cooperação com MBC (Movimento Brasil Competitivo) que irá auxiliar a administração na melhoria da gestão pública garantindo mais eficiência na prestação de serviços à sociedade.

Segundo o governador Reinaldo Azambuja (PSDB), a parceria com MBC permite a Mato Grosso do Sul identificar pontos falhos da gestão e com uso de tecnologia e técnicas disponibilizadas pelo MBC será possível sanar problemas. "O Estado precisa de eficiência de gestão, é fundamental que possamos ser eficientes na arrecadação, mas também na aplicação do que se arrecada. Precisamos ter lucro para poder dividir esse lucro com a população", afirmou governador.

De acordo com Reinaldo, a parceria com MBC já vinha se consolidando desde início do período de transição de governo quando junto ao instituto foram traçadas metas e planejamentos da atual gestão. "Desde o período de transição o MBC nos ajudou a estabelecer riscos do Estado, traçar metas, definir prioridades como diminuição de funcionários e secretarias", explica.

Para o presidente do MBC, Jorge Gerdau Johannpeter, hoje é fundamental que o setor público se organize e utilize recursos tecnológicos para garantir uma gestão eficiente. Gerdau vê Mato Grosso do Sul como um Estado com enorme potencial de crescimento, mas com falhas de gestão que podem ser sanadas em curto período de tempo desde que haja disposição do governo.

"Hoje 40% do PIB nacional vem da administração pública, por isso é fundamental que gestores façam como o governador de Mato Grosso do Sul e outros que trabalham conosco e implante novas tecnologias para se organizar Estado e o mais importante garantir melhor qualidade dos serviços prestados ao cidadão, pois esse é o principal objetivo de qualquer gestão pública".

Gerdau explica que com técnicas de gestão e controle de gastos é possível otimizar prestação de serviços e trabalhar com eficiência. Ele citou como exemplo, a Santa Casa de Porto Alegre que depois do trabalho desenvolvido pelo MBC reduziu tempo de espera nas filas de dez horas para menos de 13 minutos. Resultado de controle de qualidade de serviço, eficiência de gerenciamento e uso de tecnologia. 

A parceria entre governo do Estado e MBC será custeada por empresas de Mato Grosso do Sul integrantes da Fecomérico e Fiems que financiam o projeto junto ao MBC.