16 de maio de 2022
Campo Grande 21º 13º

ESTADUAL

Governo investe R$ 7,4 milhões em reforma geral de escola cinquentenária de Ponta Porã

A- A+

Melhorar a qualidade do ensino público proporcionando um bom ambiente de aprendizagem é o objetivo do Governo do Estado com a reforma geral da Escola Estadual Joaquim Murtinho, em Ponta Porã. Conforme o extrato de contrato publicado no Diário Oficial do Estado (DOE), desta quarta-feira (26), serão investidos R$ 7.400.902,37 na obra.

Fundada em junho de 1970, a unidade escolar atende, em média, 1.800 alunos. De acordo com o diretor, Claudenilson Friedrich, a última reforma que a escola recebeu foi parcial, em 2010, com troca do piso, reforma dos banheiros e pintura. Claudenilson pontua que a maior necessidade da escola, hoje, é a rede elétrica, impermeabilização da laje, rede hidráulica que possui vazamentos constantes, pintura da quadra e da escola toda, além da substituição de janelas de metal que servem de parede em uma das laterais nas salas.

"Para nós, é uma satisfação imensa saber que esse nosso sonho antigo de ver nossa escola bonita, está mais perto de se realizar. Tenho certeza que esse valor, se bem utilizado, fará uma grande transformação em nossa escola. A comunidade escolar está ansiosa, e nós gestores muito mais, pois temos a certeza de que um ambiente com melhores condições favorece ainda mais o desenvolvimento de uma educação de qualidade que é o que nós sempre buscamos", destacou o diretor.

Para o secretário de Estado de Infraestrutura, Eduardo Riedel, o compromisso com o ensino é o que vai garantir o futuro de centenas de estudantes. "Os investimentos  em educação são estratégicos. Pesquisas mostram que cada real investido em ensino retorna à sociedade multiplicado por dez, em diferentes setores. Não há outra maneira para que todas os alunos  possam ter as mesmas oportunidades de aprender e construir suas vidas. A educação é o caminho para a redução da desigualdade estrutural que nos desafia", disse.

O prazo para execução da obra será de até 365 dias contados da data de recebimento da Ordem de Início dos Serviços que será expedida pela Secretaria de Estado de Educação (SED).

Joilson Francelino, Subcom
Foto: Divulgação

Fonte: Governo MS