18 de abril de 2021
Campo Grande 30º 19º

Itaporã

Itaporã: prefeito afastado derruba denúncia e ganha apoios para disputar reeleição

O prefeito de Itaporã, Wallas Milfont (PDT), que está afastado do cargo por força de uma decisão da Justiça já revertida com um julgamento do Tribunal de Contas, será referendado amanhã (sexta-feira, 5), em convenção municipal, como candidato à reeleição. Ele deve enfrentar o ex-prefeito Marcos Pacco (PSDB), que chegou a viver a expectativa de concorrer sozinho, sem concorrência.

Wallas foi afastado por 180 dias a partir de abril deste ano, quando a Justiça acatou a denúncia que o acusava de ter direcionado licitação para contratar uma agência de publicidade. Wallas recorreu e obteve um resultado fundamental para sua absolvição: baseada em relatórios de seus analistas, a 1ª Inspetoria de Controle Externo do TCE-MS emitiu parecer no qual atesta a regularidade dos atos do prefeito, isentando-o assim da acusação de direcionamento no processo licitatório. Só falta agora o julgamento do colegiado e a extinção definitiva do processo.

No entanto, enquanto aguarda despacho favorável para reassumir o mandato, o prefeito não precisa esperar pelo resultado do julgamento para ter sua candidatura homologada. A convenção deve confirmar também as alianças partidárias do PDT com o PSD (que deve indicará o nome para o cargo de vice), PSB, PEN, PTdoB, PT, PMN, PP, PRTB e PHS. 

O PSD e o PSB chegaram a lançar pré-candidaturas, mas os indicados (Andre Brandão, o Andrezão, e Carlinhos de Paula) abriram mão de disputar e decidiram reforçar o palanque de Wallas.