11 de abril de 2021
Campo Grande 33º 22º

Justiça exige e Bernal têm prazo de 72h para justificar parcelamento de 13º dos servidores

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), de acordo com o despacho do juiz Marcelo Ivo, da 1ª Vara de Direitos Difusos, Coletivos e Individuais Homogêneos de Campo Grande na última sexta-feira (4) têm o prazo de 72 horas para se manifestar a respeito do pagamento do 13ª dos servidores municipais. 

A solicitação se refere ao mandado de segurança movido pelo Sisem (Sindicato dos Servidores Públicos Municipais), protocolado na última quinta-feira (3) que não concorda com o pagamento parcelado, já anunciado pelo prefeito durante esta semana.  

Segundo o presidente do Sindicato, Marcos Tabosa, a exigência é pelo não parcelamento, já que segundo ele a prefeitura pode arcar com as despesas integralmente. “Ele tem dinheiro sim, se ficou sem pagar os fornecedores deve ter pelo menos os R$ 95 milhões necessários”, destaca Tabosa. 

Parcelamento

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), confirmou na manhã da última sexta-feira (4), durante agenda pública no Mercadão Municipal da Capital, que 13º dos servidores municipais será pago em duas parcelas.

A primeira parcela será paga no dia 18 deste mês, e outra metade será paga em 15 de janeiro de 2016. Ainda segundo Bernal, metade dos servidores do Município, que somam aproximadamente 21 mil funcionários, vai receber 13ª de forma integral já no dia 18 de dezembro devido ao valor do rendimento.