22 de janeiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Petista critica LDO do governo e defende mais investimentos na área social

A LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias), apresentada ontem na Assembleia Legislativa, deverá ser votada até o dia 17 deste mês, de acordo com o deputado estadual, Júnior Mochi (PMDB). A proposta está no CCJR (Comissão de Constituição e Justiça e Redação) aguardando a apresentação de emendas ou discussões sobre o tema. O deputado estadual, Eduardo Rocha (PMDB), garantiu que não irá apresentar emendas para a LDO de 2015 e ressaltou que as três apresentadas por ele no ano passado foram cumpridas. Já o deputado estadual Laerte Tetilla (PT), ao contrário de Rocha, garantiu que as emendas apresentadas por ele no ano passado não foram colocadas em prática e disse ainda que sua maior preocupação além das áreas da saúde e educação, é a de assistência social. “O Estado deve melhorar a área da saúde e educação e uma das áreas fundamentais é a de assistência social, que é onde as pessoas conseguem mudar de vida através da qualificação profissional. É necessário apostar firme neste setor”. Tetilla disse que irá verificar qual o montante destinado para a assistência social e caso seja necessário, irá solicitar aumento. “Temos como exemplo o Pronatec que qualifica a população em três níveis, iniciação, trabalho que oferece mais de 400 utilidades, médio e institutos federais. A qualificação é necessária para desfavelar a população”, finalizou. Tayná Biazus e Dany Nascimento