24 de setembro de 2020
Campo Grande 34º 20º

Lula e Dilma vêm a Campo Grande pedir votos a Delcídio

O senador e pré-candidato ao governo do Estado, Delcídio do Amaral (PT), brincou nesta manhã com o governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), por ele ter usado seu slogan “Senador de Todos”, e ter virado o “Governador de Todos”, ao cumprimentar os presidenciáveis Aécio Neves (PSDB) e Eduardo Campos (PSB), na passagem por Campo Grande e aproveitou para parabenizar Puccinelli pela atitude.

“Eu vou cobrar royalties do governador, mas ele está certo, ele deveria ter tido essa atitude, são as obrigações que a nobreza exige, ele como governador do Estado, independentemente se apoia ou não os candidatos à presidência, fez o correto em recebê-los”, afirmou.

Para Delcídio, Puccinelli está fazendo o seu papel diplomático, e em tom de brincadeira disse que quem pretende ser o “Governador de Todos” é ele. Delcídio lembrou ainda que, de certa forma, Puccinelli estará no palanque do PT, não ao seu lado, mas sim, ao lado da pré-candidata à presidência da República, Dilma Rousseff.

Questionado se a presidente virá a Mato Grosso do Sul, durante sua campanha, Delcídio afirma que sim e além dela, virá também o ex-presidente Lula. “A Dilma vem evidentemente não tem dia certo, mais importante é o Lulinha,  esse vai ser nosso companheiro, andando na rua conosco, pedindo voto, uma honra. Já imaginou ter um cabo eleitoral que foi oito anos presidente e saiu com 82% de “ótimo e bom”?  Já  imaginou o que um homem desse representa e a nossa responsabilidade?”, finaliza.

Tayná Biazus e Dany Nascimento