17 de janeiro de 2021
Campo Grande 26º 23º

Lula vai pedir votos para Delcídio e pode vir a MS

O ex-presidente da República Luiz Inácio Lula da Silva não deixará de prestar apoio aos candidatos do PT nas eleições majoritárias de outubro próximo. E esse apoio inclui o pré-candidato petista ao governo de Mato Grosso do Sul, o senador Delcídio Amaral. Fontes da direção nacional do parido confirmaram que reiteradamente o ex-presidente manifestou sua disposição de contribuir e como pretende conduzir-se na campanha. Aventa-se, inclusive, a possibilidade de uma visita de Lula ao Estado, mas isso vai depender principalmente das agendas prioritárias, que são as campanhas de Dilma Roussef à reeleição e de governos em estados estratégicos para o desempenho da presidente, como São Paulo (maior colégio eleitoral do País), Minas Gerais (base eleitoral do pré-candidato tucano Aécio Neves) e Pernambuco (do gvernador Eduardo Campos, que concorrerá à Presidência pelo PSB). Lula é contra a coligação com o PSDB nos estados, mas não se sabe se por este motivo deixaria de apoiar seus correligionários. Segundo a fonte, o ex-presidente está convencido da importância de sua presença, seja pessoalmente nos palanques ou por meio de gravações para publicações audiovisuais. JUVENTUDE – Entre os itens temáticos que serão explorados com ênfase por Lula nas manifestações de apoio aos candidatos do PT estão a educação, a saúde, o acesso à tecnologia e o suporte estrutural de investimentos  programas para a juventude. Na quarta-feira passada, quando foi receber na Universidade de Salamanca seu 27° título de doutor honoris causa, ele foi assediado por jovens brasileiros e espanhóis que queriam autógrafos e posar para fotos. A honraria outorgada por uma das mais importantes universidades da Europa foi justificada pelo seu “padrinho” na indicação, o catedrático e ex-diretor do Centro de Estudos Brasileiros, Gonzalo Gómez Dacal, para quem a política educativa no governo de Lula promoveu um impacto inclusivo e amplificado, “tanto no incremento da equidade social como na melhoria da eficiência, conseguidas mediante a valorização de todos os recursos intelectuais de que dispõe esse grande país amigo, especialmente dos provenientes dos setores sociais mais desfavorecidos”. O título de doutor honoris causa da Universidade de Salamanca já foi concedido a personalidades de expressão planetária como o Nobel da Literatura José Saramago, o economista de Bangladesh e Nobel da Paz, Muhammad Yunus, e o ex-presidente do Chile, Ricardo Lagos. Edson Moraes, especial para o MS Notícias