14 de junho de 2021
Campo Grande 27º 13º

Resenha Política/ MS

Mais uma semana conturbada para família Trad, já para MS só boas notícias

A- A+

Finalmente os deputados de Mato Grosso do Sul chegaram a um consenso e escolheram o presidente da CCJR (Comissão de Constituição, Justiça e Redação), um dos fatos que mais chamou atenção dentro da Casa de Leis nesta semana.

Uma semana após o término do carnaval e os ânimos mais calmos, Barbosinha (PSB) foi escolhido o presidente da Comissão e tem como seu vice o peemedebista Maurício Picarelli.

Marquinhos Trad (PMDB), um dos nomes que concorria à vaga não conseguiu nem se tornar membro. Alguns parlamentares dizem que Marquinhos se recusou a participar da comissão ao saber que seria indicado à presidência. Nessa, o sempre aliado do ex-governador, André Puccinelli (PMDB),  Barbosinha, teve todos os votos dos membros a seu favor.

O fato se tornaria preocupante para o tucano Reinaldo Azambuja? Isso deverá ser respondido na próxima terça-feira, quando projetos e vetos do executivo e de parlamentares voltam à sessão com a análise da mais importante das comissões, que determina se os textos são ou não inconstitucionais.

Não bastasse o nome de Marquinhos Trad ser excluído, novos escândalos vêm à tona envolvendo a família Trad. Nelsinho, ex-prefeito de Campo Grande, teve duas ações ajuizadas contra ele pelo MPF (Ministério Público Federal) por improbidade administrativa por conta do prejuízo e quase R$ 9 milhões aos cofres públicos com o Gisa. A ação pesou tanto contra Nelsinho que até seu irmão, Marquinhos, fez questão de se distanciar e soltou a declaração da semana: "Um irmão é diferente do outro, assim como um dedo da mão é diferente do outro", disse. 

Outro nome que chamou atenção na semana foi o do deputado Márcio Fernandes (PT do B), que teria sido indicado pelo presidente nacional do PT do B para concorrer à prefeitura de Campo Grande no próximo ano. A notícia não soou agradável e mais uma vez foi um balde de água fria para os Trad, mas dessa vez o maior inconformado é o vereador Otávio Trad, sobrinho de Nelsinho e Marquinhos e que integra o PT do B.

Otávio considerou indicação uma afronta, especialmente a ele, que tem um sobrenome de peso. Depois de muita discussão, deputado e vereadores conversaram e se entenderam.

Novidades para MS: Agora, quando o assunto envolve o governador Reinaldo Azambuja, só notícias boas, embora os motoristas tenham reclamado bastante do alto valor da inspeção veicular, que pode ser reduzido, mas não cancelado. 

Já em relação ao assunto do momento, as paralisações dos caminhoneiros que tomam conta de estradas federais, o governador se mostrou a favor dos manifestante e disse ser legítimo, e garantiu, mais uma vez a redução do valor do diesel  no Estado deve ser aprovado até junho. A promessa de campanha de Azambuja era a redução de 17% para 12%.

Referente a outras questões, nada que desanime, pois oito aeroportos regionais de Mato Grosso do Sul deverão ser remodelados, o gás boliviano deverá trazer mais uma arrecadação para o Estado e as ações contra a Cesp (Companhia Energética do Estado de São Paulo) devem render mais de R$ 1 bi em indenizações a Mato Grosso do Sul. Estado parece dar os primeiros passos para sair da crise anunciada no início de 2015.