09 de maro de 2021
Campo Grande 31º 21º

Filiação

Marcio Fernandes se torna um dos principais nomes do PMDB para disputar Prefeitura de Capital

O deputado estadual Marcio Fernandes chega ao PMDB como um dos principais nomes do partido para disputar Prefeitura de Campo Grande este ano. Fernandes que já foi do PSDB e PTdoB reafirmou compromisso com promoção de mudanças para população através da politicas, durante discurso no ato de filiação. “Acredito que embora a política não seja o caminho mais fácil, é certamente o caminho mais direto para promover mudanças”, afirmou deputado.

Para o presidente estadual do PMDB, deputado Junior Mochi, a vinda de Fernandes agrega ao partido não só novos filiados, mas também abre possibilidade de novas alianças devido ao bom relacionamento político do parlamentar. Esses elementos somados ao fator ‘novidade’ que o deputado representa, o tornam, nas palavras de Mochi, um dos nomes mais fortes para ser o candidato do PMDB na disputa pela Prefeitura de Campo Grande este ano.

“Com certeza Marcio é uma boa alternativa para nós. Até início de abril precisamos definir nome até porque tem que trabalhar esse nome. O Marcio teve uma votação expressiva em Campo Grande nas últimas eleições é nome novo dentro do processo”, diz Mochi.

O presidente do PMDB no Estado avalia que além da capacidade eleitoral, o futuro candidato da legenda precisa ter, em primeiro lugar, capacidade de unificar o PMDB. Desde 2014, o partido tem enfrentando problemas internos e está longe de ter unidade, o que refletiu em uma debandada de filiados que deixaram a sigla em buscas de novos espaços políticos como é o caso de Nelsinho Trad (PTB), Magali e Maurício Picarelli, filiados no PSDB e do deputado estadual Marquinhos Trad que deve se filiar nos próximos dias ao PSD.

Para Mochi, assim que for definido quem será candidato do PMDB, segundo passo é traçar as alianças considerando uma eleição em dois turnos. Questionado se essa estratégias justifica a presença do governador Reinaldo Azambuja (PSDB) no evento, Mochi diz que o momento é de conversar com todos os partidos. “Todos os partidos estão discutindo possibilidade de andar junto, ter candidatura própria, todos estão fazendo pesquisas e avaliando o cenário de uma eleição que deve ser em dois turnos, então é natural pensar em criar condições de ir para segundo turno e daí sim é importante pensar em alianças e buscar caminhos comuns.”

Assim como Mochi, o ex-governador André Puccinelli ressaltou ganhos do partido com vinda de Marcio Fernandes. “Ele fazia parte do peemedebezinho, agora entra na matriz e nessa vinda trouxe inúmeros companheiros com novas filiações de prefeitos e vereadores. Isso demonstra qualificação”, disse André.

Na busca do PMDB por alianças, Marcio Fernandes se torna uma peça chave devido ao bom relacionamento e às alianças pessoas do deputado. Tanto que não só o governador esteve no ato de filiação, mas a deputada federal Tereza Cristina, presidente regional do PSB, deputado estadual Beto Pereira (PSDB), Nelsinho Trad (PTB) além do vereador João Rocha (PSDB).