22 de abril de 2021
Campo Grande 29º 18º

Eleição 2016

Marquinhos lidera corrida eleitoral pela prefeitura, aponta Datamax

A- A+

Candidato do PSD a prefeito de Campo Grande, Marquinhos Trad lidera com folga a corrida eleitoral, segundo pesquisa Datamax, divulgada nesta segunda-feira (29) pelo Jornal Midiamax. Marquinhos tem 28,11% da preferência eleitoral, quase o dobro do segundo colocado, Alcides Bernal (PP), que aparece com 14,30%.

“A pesquisa mostra que estamos no caminho certo, falando a verdade, conversando com as pessoas e mostrando propostas que são possíveis de realizar, sem falsas ilusões”, analisou Marquinhos. “É resultado de um trabalho, de um preparo de 21 anos, ao lado de uma equipe técnica e vai ser assim na prefeitura, respeitando o funcionário público e com muito trabalho e dedicação”, completou.

Ainda conforme a pesquisa, a candidata Rose Modesto (PSDB) figura em terceiro lugar, com 13,18%, seguida por Coronel Carlos Alberto David (PSC), 3,23%; Pedrossian Filho (PMB), 1,99%; Marcelo Bluma (PV), 1,62%; Marcos Alex (PT), 1,24%; Athayde Nery (PPS), 0,87%; Rosana Santos (PSOL), 0,75%; Aroldo Figueiró (PTN), 0,62%; Suél Ferranti (PSTU), 0,50%; Adalton Garcia (PRTB), 0,25%; Elizeu Amarilha (PSDC), 0,25%; José Flávio Arce (PCO), 0,12% e Luiz Pedro Guimarães (PROS), 0,12%.

O Datamax ouviu 804 moradores de Campo Grande. Deste total, 17,79% não souberam dizer em quem votarão ou preferiram não responder. Outros 15,05% responderam que votarão nulo ou em branco. A margem de erro da pesquisa é de 3,5 pontos percentuais para mais ou para menos.

O instituto Datamax ouviu moradores de sete regiões de Campo Grande entre os dias 23 e 27 de agosto. A pesquisa está registrada no Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso do Sul (TRE-MS) com o número 00092/2016.

Marquinhos é advogado, foi secretário municipal de Assuntos Fundiários, vereador e está no terceiro mandato como deputado estadual. Nas quatro eleições que disputou, sempre foi o candidato mais bem votado em Campo Grande e retribuiu com mais de 55 leis aprovadas. Combativo, Marquinhos enfrentou governador e até a Enersul. A luta garantiu redução da tarifa de energia e aumento no desconto e parcelamento do IPVA. (Com Assessoria)