16 de maio de 2022
Campo Grande 21º 13º

ELEIÇÕES 2022 | MS

Marquinhos Trad promete inclusão de municípios da Região Sudoeste na Rota Bioceânica

'Não vamos fazer como outros fizeram: virar as costas e abandonar Guia Lopes e Jardim', diz

A- A+

O pré-candidato do PSD ao Governo de Mato Grosso do Sul, Marquinhos Trad disse a moradores da Região Sudoeste nesta quinta-feira (12.mai.22), que Jardim e Guia Lopes participarão ativamente da Rota Bioceânica.

“Infelizmente, o planejamento que estão fazendo diferencia Jardim, exclui Guia Lopes da Laguna. Faz um roteiro externo onde as pessoas da Rota Bioceânica não passarão por algumas cidades. Vamos modificar este projeto, garantir infraestrutura, duplicar a BR, dar segurança para que os filhos desta terra se qualifiquem e o mercado de trabalho seja ampliado nesta região”, garantiu Marquinhos.

O pré-candidato defendeu a ampliação dos cursos da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul, com foco na necessidade local, já se planejando para o crescimento da região.

 “Há muitos anos a população espera o curso de direito. Por que não trazer também o curso de turismo, cursos de idiomas, para que as pessoas se planejem para o futuro, com a Rota Bioceânica? Há necessidade de qualificação. Vamos desenvolver essa região sudoeste. Não vamos fazer como outros fizeram: virar as costas e abandonar Guia Lopes e Jardim”, declarou.

A falta de moradia popular também foi citada como problema grave para muitos moradores em Jardim e Marquinhos assegurou um trabalho incansável para atender esta necessidade de milhares de sul-mato-grossenses.

 “Ninguém suporta mais pagar aluguel. Falta vontade política, coragem, ousadia, de sair do gabinete e ir para Brasília atrás de recurso, bater na porta dos ministros, e enquanto não trouxer recurso, não sossegar.  Em Campo Grande, entregamos 2,5 mil moradias e outras 2,5 mil estão em construção. Muitas pessoas moravam embaixo de lonas e capacitamos, construíram suas próprias casas, receberam salário por isso e hoje vivem dignamente. É com esses bons projetos, premiados, que vamos mudar a realidade do nosso Estado, da nossa gente”, concluiu.

ROTA BIOCEÂNICA

No Corredor Bioceânico, o Paraguai está construindo - com recursos da Itaipu Binacional - uma ponte e uma estrada de mais de 200 km de Porto Murtinho a Carmelo Peralta (cidade paraguaia), trecho que é a saída brasileira para a Rota Bioceânica.  Ela integrará América Latina, assegurando o trajeto mais curto entre o Brasil e os portos chilenos, no acesso ao Pacífico, além de fortalecer economias regionais e fomentar intercâmbio social com Paraguai, Argentina, Peru e Chile.