21 de outubro de 2020
Campo Grande 29º 21º

Mesmo com pedido de André, PMDB não quer apoiar reeleição de Dilma

Apesar de pedidos feitos pelo governador do Estado, André Puccinelli e pelo presidente da Assembleia Legislativa, Jerson Domingos, em apoiar o  Partido dos Trabalhadores, na reeleição para presidente da República, com Dilma Rousseff e para governo de Mato Grosso do Sul, com o pré-candidato Delídio do Amaral, o PMDB continua relutante. De acordo com o deputado estadual e presidente regional do PMDB, Junior Mochi, os peemedebistas não querem apoiar o PT. Um dos motivos citados seria porque o PT já teria tido muitas chances de conversar e fazer propostas ao partido, e não o fez, sendo assim, o tempo da sigla teria se esgotado. “Já passou da hora, o PMDB não quer apoiar o PT, o partido já teve muitas chances para conversar”. Outro motivo seria porque o PMDB já consolidou as candidaturas de Nelsinho Trad, como pré-candidato a governo do Estado e de Simone Tebet ao Senado. “Esses nomes têm grandes chances de se eleger, não tem porque fazer uma coligação, não é nossa intenção”. Mochi lembrou também que hoje o cenário político é tentar uma coligação com os partidos  PSB e PSD, porém, caso não aconteça, há uma pequena chance da possível aliança com o PT “Pode-se dizer que seria menos de 1% a possibilidade de essa aliança existir. Podemos fazer a mesma coisa que fizeram conosco, caso não consigamos com ninguém, podemos pensar nisso”. Tayná Biazus