27 de julho de 2021
Campo Grande 31º 12º

Mochi admite possibilidade de aliança entre PMDB e PT no Estado

A- A+

Ao tomar conhecimento de que o ex-presidente Lula (PT) conseguiu desatar o nó que existia entre o PT (Partido dos Trabalhadores) e o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) no Ceará, conseguindo o apoio do senador Eunício Oliveira (PMDB-CE), pré-candidato ao governo cearense, o deputado estadual e presidente regional do PMDB no Estado, Junior Mochi ressaltou que existem duas possibilidades de excluir a rivalidade existente entre os dois partidos em Mato Grosso do Sul.

“Existem duas possibilidades para fazer uma aliança com o PT aqui no Estado. Uma seria se o Nelson Trad Filho (PMDB) por algum motivo desistisse de ser pré-candidato, mesmo com nosso partido defendendo sua pré-candidatura e a outra seria se o PT desistisse do Delcídio para apoiar nosso partido, o que está bem distante de acontecer. De 0 a 10, eu acredito que existem 9,5% de uma aliança não acontecer no Estado”, explica o deputado.

Mochi se mostra resistente e não admite que o PMDB esteja dividindo os partidos aliados com Delcídio do Amaral (PT). O deputado afirma que nas convenções o partido deve fechar com sete ou oito partidos, porém prefere não citar quais são as siglas. Questionado sobre a aproximação do PSD (Partido Social Democrático) com o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) no Estado, Mochi diz que é natural essa aproximação, já que os tucanos estão oferecendo vaga na majoritária, mas ressalta que Nelsinho garantiu que tem o apoio do PSD nas eleições de 2014.

“O PSDB tem vaga na majoritária e está dialogando com outros partidos. Essa conversa é natural, mas nosso pré-candidato que está mantendo conversas sobre alianças no Estado com o auxilio governador André Puccinelli (PMDB), garantiu que já fechamos com o PSD e acredito que essas conversas entre vários partidos é natural, mas eles estão fechados conosco”.

Sobre a possibilidade de perder o apoio do PRB (Partido Republicano Brasileiro), levando em consideração que o presidente nacional do partido, Marcelo Crivella conversou com o pré-candidato Delcídio do Amaral (PT), ressaltando que a vontade dos líderes nacionais é que o PRB mantenha o que vem sendo defendido nacionalmente, onde o partido apoia a presidente Dilma Rousseff (PT), Mochi diz que acredita que o partido continuará caminhando com o PMDB no Estado e nega qualquer tipo de instabilidade dentro do partido que tem Nelsinho à frente dos diálogos.

Dany Nascimento