19 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

Eleição 2016

Moradores se sentem presos na própria casa e pedem segurança a Marquinhos

O candidato do PSD à Prefeitura de Campo Grande, Marquinhos Trad, recebeu apoio de moradores da região do Santa Luzia, durante reunião na noite de terça-feira (20). No bairro, Marquinhos encontrou amigos de longa data e recebeu vários pedidos, principalmente por mais segurança.

A auxiliar administrativo Mirian de Rezende relatou problemas e lamentou o fato de os moradores serem obrigados a ficar presos dentro de casa. “Falta policiamento. Muitos drogados, viciados, que acabam envolvendo a vizinhança por falta de policiais. O posto policial da Coophasul é precário. Ficamos acuados iguais a bichos dentro de casa. Nove horas (21 horas) já está todo mundo dentro de casa com medo”, reclamou.

Marquinhos lamentou a falta de investimento em segurança, que desencadeou números alarmantes. Se comparar 2016 com o ano de 2013, Campo Grande teve um crescimento de 139% no número de roubos (com uso de arma). Ele atribui o auto índice a falta de efetivo, de iluminação e até de limpeza nas praças, que estão acabando por falta de manutenção.

“Temos que trabalhar com a prevenção. As praças não existem mais. Infelizmente, viraram ponto de encontro para coisas ilícitas. Vamos implantar tecnologia para mapeamento e controle da violência, criar a ronda nas escolas municipais e o Fundo Municipal de Segurança. Também vamos ampliar o sistema de videomonitoramento e criar uma corregedoria e uma ouvidoria”, garantiu.

Erotilde Benevides, 73 anos, estava em uma das reuniões e contou que apesar de não ser obrigada a votar mais, vai acompanhar a família no dia da eleição para dar apoio a Marquinhos. “É o único homem sério. Os outros só prometeram, prometeram e nada. A melhor pessoa é ele. Sempre visitou a gente”, justificou.

O aposentado Milton Pereira, 62 anos, destacou a amizade de muitos anos com Marquinhos, o que traz a confiança no dia da votação. “É um menino bom e vai ser nosso prefeito. Hoje, precisamos de tudo e confiamos nele”, concluiu.

O programa de governo de Marquinhos garante a reestruturação da Guarda Municipal, com a criação da Polícia Metropolitana de Campo Grande, diagnóstico de violência nos bairros e planejamento de ações para a segurança pública, em conjunto com os líderes comunitários.

Marquinhos também vai reforçar o efetivo de guardas municipais e garantir ronda nas unidades escolares e de saúde, visando diminuir o vandalismo e aumentar a segurança. O novo prefeito também vai criar o Conselho Municipal de Segurança Pública e ampliar o sistema de vídeo monitoramento.