12 de junho de 2021
Campo Grande 25º 14º

Violência contra mulher

MS aprova no Codesul proposta para mapear violência contra mulher na região de fronteira

Proposta foi levada ao Conselho pela Subsecretaria de Políticas Públicas para Mulheres do Governo de Mato Grosso do Sul.

A- A+

O Conselho de Desenvolvimento e Integração da Região Sul (Codesul) aprovou proposta da Subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres, do Governo do Estado, para realizar mapeamento da situação de violência contra mulheres na região de fronteira.

A pauta havia sido apresentada em reunião do grupo no ano passado e no encontro realizado no início de dezembro, em Porto Alegre (RS), foi ratificada pelos quatro estados membros: Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, além de Mato Grosso do Sul.

Com a aprovação, foi editada resolução que institui um grupo de trabalho formado pelas representantes dos estados tanto das comissões de políticas para as mulheres quanto de segurança pública.

A intenção é fazer um diagnóstico de como vivem as mulheres na região de fronteira. Entre os problemas recorrentes já identificados nos municípios fronteiriços está o uso de meninas como “mulas” do tráfico, explica a subsecretaria de Políticas Públicas para as Mulheres de MS, Luciana Azambuja.

“Levamos esse problema ao conselho e percebemos que era uma preocupação comum a todos os estados”, explica Luciana. De acordo com ela, a intenção do mapeamento será produzir material que ajude a embasar políticas “que contribuam para melhorar a realidade, a qualidade de vida e reconhecer a importância dessas mulheres que vivem na região de fronteira para o desenvolvimento econômico e social de seus municípios”, adiantou a subsecretária.