25 de setembro de 2020
Campo Grande 36º 22º

"Mudanças no Estado começaram há oito anos", afirma Simone

A vice-governadora e pré-candidata ao Senado, Simone Tebet (PMDB) ressaltou na manhã de hoje, que o governador de Mato Grosso do Sul, André Puccinelli (PMDB) foi responsável pelo desenvolvimento do Estado, mas disse também que as mudanças devem continuar acontecendo conforme solicita a população.

“Mato Grosso do Sul está à frente do Brasil. Há oito anos a mudança começou a ser feita em nosso Estado, mas nesse tempo não é possível mudar um Estado por completo e nem um país. O governador fez muito por Mato Grosso do Sul e esse trabalho precisa ter continuidade, pois nosso objetivo é seguir com mais melhorias. Temos números fantásticos e que podem se tornar melhores, principalmente em relação à saúde e segurança pública, além de outros setores”, explica a vice-governadora.

Simone ressaltou que o desenvolvimento deve ter continuidade no Estado, mas para que isso aconteça é necessário ajuda, não depende apenas do governador André Puccinelli. “É como se tivéssemos pego o Mato Grosso do Sul como uma criança subnutrida e esquelética, que não tinha atenção e hoje estamos entregando uma criança robusta, saudável e bem alimentada. Apesar de entregar essa criança assim, ela está entrando na adolescência e precisa que os cuidados continuem”.

Preocupada com a saúde pública, Simone ressaltou que o crack é a maior causa de violência no Estado, devido a fronteira seca entre o Brasil e outros países, como Bolívia e Paraguai. Em sua opinião a desigualdade social não é mais a causa dessa violência . Já em relação a saúde, Simone afirma que, enquanto o Governo Federal não for obrigado a colocar 10% de seu orçamento no setor, os municípios não terão condições de colocar 30% de seu orçamento nele e em relação ao Estado a situação não é diferente.

Dany Nascimento e Tayná Biazus