03 de maro de 2021
São Paulo 39º 24º

Sem representante

Na falta de líder, Bernal deve estabelecer relação ‘direta’ com a Câmara, diz Luiza

A vereadora da base aliada do prefeito Alcides Bernal (PP), Luiza Ribeiro (PPS) afirmou nesta quinta-feira (4) que o chefe do Executivo Municipal não terá um representante na Câmara de Vereadores de Campo Grande.

Segundo a parlamentar, tudo indica que Bernal deixará de lado a presença de um interlocutor para que as “relações institucionais” sejam estabelecidas por ele.  ‘Eu vejo que ele tende a essa condução. Eu acho que ele [Bernal] mesmo vai fazer a relação com as bancadas. As questões  que pertencem ao interesse geral do Executivo em relação a Câmara  ele [ Bernal] vai tratar diretamente com o presidente, o que eu acho também bastante  institucional”, explica a vereadora.

No início de janeiro, Bernal até sinalizou uma reaproximação com vereadores do PT, porém sem sucesso. A falta de definição de um representante na Casa de Leis tem se arrastado desde setembro de 2015. Bernal retomou o mandado em 27 de agosto do mesmo ano. “O Bernal é dado a quebrar paradigmas, aquele modelo tradicional que forma bancada de situação e oposição e que  as questões são instransponíveis”, ressalta.

Na avaliação de Luiza Ribeiro, o posicionamento de Alcides Bernal é relevante. “Isso para o legislativo proporciona uma oxigenação maior, principalmente, na relação que o parlamentar tem   junto a suas bases sociais, porque daí não fica obrigado a votar [ projetos] porque ele tem um compromisso com o prefeito. Então se o prefeito conduzir desta maneira nós vamos aceitar ”, disse.