06 de maro de 2021
Campo Grande 28º 19º

Líder na Câmara

'Não é ele que não quer um líder, ninguém quer ser líder dele' diz Chiquinho

O prefeito de Campo Grande, Alcides Bernal (PP), disse na manhã desta segunda-feira (15) que não pretende ter um líder na Câmara Municipal, como ele já havia pronunciado em outras oportunidades. Bernal continua afirmando que se os vereadores ou o próprio presidente da Câmara João Rocha (PSDB) quiserem falar com ele, ele estará à disposição pessoalmente.

"Qualquer dúvida que os vereadores tenham eles podem se dirigir a minha pessoa, não tem problema, eu estou à disposição, vocês podem até dizer que se o João Rocha ou qualquer vereador tiver alguma dúvida sobre algum projeto, ou quiser propor alguma melhoria ou fazer alguma indicação, eu estou à disposição para conversar com eles pessoalmente".

Na avaliação de Luiza Ribeiro (PPS), aliada do prefeito, o posicionamento de Alcides Bernal é relevante. “Isso para o Legislativo proporciona uma oxigenação maior, principalmente, na relação que o parlamentar tem junto a suas bases sociais, porque daí não fica obrigado a votar [ projetos] porque ele tem um compromisso com o prefeito. Então se o prefeito conduzir desta maneira nós vamos aceitar ”, disse. 

Já vereador Chiquinho Telles (PSD), que é da oposição, vê estratégia de Bernal de outra forma. Para ele, a decisão de não ter um líder na Casa não é uma escolha do Bernal, e sim uma falta de opção, já que, segundo Chiquinho, nenhum vereador quer assumir a responsabilidade de ser líder de alguém que não confia em ninguém.  "Ele [Bernal] se sente um rei, ele faz um governo de um homem só, todos sabem que ele não confia na própria sombra. Nessa altura do campeonato ninguém quer ser líder de um governo sozinho, então não é ele que não quer um líder, ele não consegue ninguém para exercer esse papel".