28 de outubro de 2020
Campo Grande 28º 21º

Nelsinho afirma que PMDB não fará leilões para firmar alianças em 2014

Ao participar da entrega de prêmios do programa Escola para o Sucesso na manhã de hoje, o secretário de Estado Extraordinário de Articulação, de Desenvolvimento Regional e dos Municípios e pré-candidato pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) ao governo do Estado, Nelson Trad Filho afirmou que o PMDB tem mania de pensamento e vai seguir essa linha nas eleições de 2014. “Não vamos promover leilão para trazer aliados nas eleições de 2014, o PMDB tem mania de pensamento e vamos defender isso. Queremos caminhar com essa linha de pensamento”.

Nelsinho garante que mudanças podem ocorrer no quadro político de Mato Grosso do Sul e ao citar o apoio que o PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) e o PDT (Partido Democrático Trabalhista) declararam ao PT (Partido dos Trabalhadores), o pré-candidato garante que respeita as decisões partidárias. “Eles resolveram apoiar o PT porque estão comungando as ideias do partido, temos que respeitar isso, temos um legado a defender, fizemos um trabalho muito bom durante nossa administração e aqueles que quiserem uma aliança com o PMDB, devem compartilhar e respeitar nossas ideias, as alianças devem acontecer para somar”

Ao ser questionado sobre o apoio que o presidente da ALMS (Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul), Jerson Domingos (PMDB) declarou ao senador e pré-candidato, Delcídio do Amaral (PT), Nelsinho destaca que prefere não entrar nessa discussão. “Não quero entrar nessa discussão, espero que haja respeito com todos. O presidente da ALMS pertence ao PMDB e o fórum apropriado para poder discutir o apoio partidário a quem for indicado é  decidido dentro do partido. Temos apenas que estar preparados para enfrentar o que estiver do outro lado”, ressalta Nelsinho.

Dany Nascimento