25 de junho de 2021
Campo Grande 30º 19º

Olarte pode ser um dos envolvidos em suposta compra de vereadores para cassar Bernal

A- A+

O prefeito de Campo Grande Gilmar Olarte (PP) está prestar a ter que prestar explicações na justiça sobre seu envolvimento ou não na suposta compra de votos que teria culminado na cassação do então prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) em março deste ano.

Os documentos da investigação conduzida pelo Gaeco chegaram ao TJ (Tribunal de Justiça) na última quinta-feira, a denúncia, no entanto, ainda não foi apreciada pelo desembargador do caso, Ruy Celso Florense. Segundo informações do MPE, Olarte pode estar entre os denunciados, mas a informação ainda não foi confirmada.

Caso a justiça aceita a denúncia e Olarte esteja envolvido, ele terá de responder pelo crime de estelionato, lavagem de dinheiro e formação de quadrilha. O desembargador deve decidir na próxima semana se acata ou não a denúncia.

Se, por acaso, Olarte estiver entre os denunciados, e o TJMS aceitar a denúncia, o prefeito irá responder  pelos crimes já citados e pode além de perder seu mandato, ser preso. Caso haja condenação transitada em julgado contra Olarte, o Legislativo Municipal deve decretar a extinção do mandato – aos vereadores cabem avaliar delitos político-administrativos.

O Gaeco investiga desde abril deste ano, a possível compra de vereadores para cassar Bernal. Como processo corre sob sigilo, não há informações mais precisas sobre possíveis envolvidos.

Heloísa Lazarini