17 de abril de 2021
Campo Grande 31º 20º

DECISÃO JUDICIAL

Padre vence processo contra Bolsonaro; presidente terá que pagar custas do processo

Em missa realizada no dia 7 de março, de 2017, o padre Julio Lancellotti fez um discurso veemente em defesa dos pobres, pelo respeito às mulheres e contra a cultura do estupro, e pelo fim da homofobia

O padre Julio Lancelloti teve o direito à crítica garantido em decisão desfavorável a Jair Bolsonaro (sem-partido), impetrada pelo parlamentar a época que era deputado.  A decisão foi do juiz Marcelo Nobre de Almeida, da 7ª Vara Cível, do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, julgou como improcedente ação por danos morais movida por Bolsonaro.

Para o juiz, críticas incisivas que não extrapolem os limites do respeito, não podem ser tratadas como danos morais.

O magistrado também registrou que os posicionamentos do padre Julio Lancellotti são parte de uma visão de mundo oposta à de Bolsonaro. “O que se verifica foi ter ocorrido uma tentativa de defesa mais veemente de uma outra visão dos temas que eram objeto da pregação e que são diametralmente opostos ao que é utilizado como bandeira pelo demandante”, diz trecho da sentença.

Por ter perdido a ação, o presidente Bolsonaro terá de arcar com os honorários e custas do processo.

Em missa realizada no dia 7 de março, de 2017, o padre Julio Lancellotti fez um discurso veemente em defesa dos pobres, pelo respeito às mulheres e contra a cultura do estupro, e pelo fim da homofobia.

Ao término de sua fala, revelou a sua indignação com a popularidade de Jair Bolsonaro. “Eu fico impressionado de aparecer nas pesquisas uma pessoa homofóbica e violenta como o Bolsonaro, e é seguido por tanta gente no Brasil, isso é vergonhoso”, declarou Lancellotti.

VEJA ABAIXO 

 

Fonte: Revista Fórum.