21 de setembro de 2020
Campo Grande 26º 18º

Para evitar constrangimentos, Carlão garante que não comparecerá a evento com Campos

O vereador Carlão garantiu na manhã de hoje, que não estará presente no encontro realizado pelo PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) para reafirmar apoio do partido ao pré-candidato a presidência da república, Eduardo Campos (PSB). “Não vou ao encontro com Eduardo campos porque não quero criar constrangimentos. O evento é do PMDB e nós do PSB vamos de reboque. Somos coadjuvantes, a reunião é do Nelsinho Trad (PMDB). Essa questão de apoio ao Eduardo é boa em questão de estrutura e o evento pode reunir muitas bandeiras do PSB, podendo transformar o evento no evento do PSB e não do PMDB”, afirma Carlão.

Questionado sobre a reunião que teria com Nelsinho, o vereador ressaltou que o encontro ainda não aconteceu e destacou que seu pré-candidato ao governo do Estado favorito até o momento é Delcídio do Amaral (PT), mas isso pode mudar.  “Quero esperar que passe o encontro de hoje para depois encontrar Nelsinho. Espero que durante este encontro de hoje, seja entendido que não houve diálogo e por isso não concordo com as decisões do partido. As lideranças de bairros que estão comigo aqui na Capital estão descontentes porque não houve conversa. Caso a reunião aconteça e o partido me convença que o melhor caminho a seguir é apoiar o Nelsinho, posso apoiar, mas até o momento, voto no Delcídio, Eduardo Campos e pretendo escolher um deputado federal do meu partido”.

Ao falar do apoio ao PMDB, Carlão ressalta que Nelsinho não deu espaço para o PSB quando estava à frente da prefeitura de Campo Grande e isso distancia os membros do PSB do PMDB. ”Lembrei que nosso partido não teve espaço na administração do Nelsinho, nem na primeira e nem na segunda eleição. A questão não é pessoal, mas sim partidária porque sou partidário em relação ao nosso crescimento”, destaca o vereador.

Sobre colocar em risco sua possível pré-candidatura como deputado federal por não declarar apoio aos peemedebistas, Carlão afirma que não poderá se lançar por enquanto.  “Como vou me lançar a deputado federal em uma chapa que eu me sinto mal, deputado federal não é brincadeira, tem que haver estrutura”, finaliza o vereador.

Dany Nascimento e Tayná Biazus