26 de fevereiro de 2021
Campo Grande 30º 20º

Conselho de Ética

Para garantir depoimento de Delcídio, Senado pode até realizar videoconferência

O Conselho de Ética do Senado marcou para dia 7 de abril às 10 horas oitiva com senador Delcídio do Amaral que responde a processo de cassação de mandato por quebra de decoro parlamentar. 

Delcídio deveria prestar depoimento na primeira oitiva do Conselho de Ética que estava agendado para esta quarta-feira (23), porém, o senador apresentou licença médica com prazo de 15 dias e solicitou ao conselho adiamento da oitiva durante período de licença.

Outro pedido apresentado pela defesa do senador foi em relação à suspensão do processo de cassação enquanto durar sua licença, porém, o conselho não acatou o pedido. Além de agendar data, o Conselho de Ética determinou que a oitiva poderá ser feita por videoconferência, caso senador não possa comparecer por motivos de saúde, ou que uma comissão se senadores ouça depoimento de Delcídio onde estiver o parlamentar.

Além da nova data da oitiva do senador, o Conselho de Ética também definiu data para ouvir o filho de Nestor Cerveró, Bernardo Cerveró, que gravou a conversa em que Delcídio fala do pagamento de R$ 50 mil mensais à família de Cerveró para evitar que ex-diretor da Petrobras fizesse acordo de delação premiada. Bernardo, Diogo Ferreira, ex-chefe de gabinete de Delcídio, e o advogado de Cerveró, Edson Ribeiro serão ouvidos dia 29 deste mês às 14h30.