30 de julho de 2021
Campo Grande 20º

Para vereadora, cassação de Bernal deve ser esclarecida por investigação do Gaeco

A- A+

A vereadora Thais Helena (PT) defendeu hoje que o resultado do inquérito nº 02/2014 instaurado pelo Gaeco (Grupo de Atuação Especial e Repressão ao Crime Organizado) seja logo divulgado para população.

Diante das recentes informações, que vazaram pela imprensa, e mostram a possibilidade de que pode ter havido esquema de compra de voto de vereador para concretizar a cassação do ex-prefeito Alcides Bernal (PP) Thais helena afirma que a divulgação do resultado das investigações será benéfica para população.

"É muito importante que esta operação termine. No momento não podemos afirmar nada até para não cometer injustiças, mas existem diversos apontamentos que podem sim ter fundamento", afirma.

Thais usa como exemplo, a prisão de Ronam Feitosa, ex-assessor de Gilmar Olarte (PP), atual prefeito. "O caso da prisão do Ronam prova que muitas denúncias já foram comprovadas, no entanto ainda existem muitas dúvidas sobre a verdade dos fatos", explica. Ronam Feitosa foi preso pelo Gaeco em São Paulo por repassar em Campo Grande cheques sem fundo a agiotas. No entanto, não se sabe ainda o motivo da ação nem o valor dos cheques.

A vereadora petista analisa a situação com cautela e observa que esta insegurança em relação ao que de fato aconteceu acerca da cassação de Bernal tem acarretado prejuízos para o legislativo municipal. "É preciso que isso termine para acabar com a desconfiança da população em relação aos vereadores. A população precisa confiar no poder legislativo", finaliza.

Heloísa Lazarini e Junior Cordeiros