22 de outubro de 2020
Campo Grande 33º 22º

MEIO AMBIENTE

Pode cair "chuva negra" e Bolsonaro diz: Brasil 'de parabéns' na preservação ambiental

Fenômeno pode acontecer nesta 6ª-feira (18) em São Paulo e em outras capitais brasileiras devido a fumaça das queimadas no País

O fogo já toma quase metade das áreas indígenas regularizadas na região do Pantanal, revelou um levantamento inédito da Agência Pública. A apuração, que analisou todos os focos de incêndio registrados em 2020, revelou que o número começou a aumentar no final de julho, mas explodiu em agosto e setembro – 72% dos focos do ano ocorreram apenas nesses meses.

A cidade de São Paulo pode ter "chuva preta" desta 6ª-feira (18.set) até domingo (20.set), segundo meteorologistas do Climatempo. O fenômeno ocorre quando o vento traz a fumaça das queimadas e incêndios florestais até uma área onde existem nuvens de chuva. Além do estado de São Paulo, é possível que a camada de fumaça encubra também áreas do centro-sul do Rio de Janeiro, incluindo a capital, e do centro-sul de Minas Gerais.

Dados de satélite revelam que, em alguns dos locais que mais sofreram com as queimadas, os focos de incêndio surgiram e se multiplicaram primeiro em propriedades privadas. A Polícia Federal diz que os incêndios são criminosos e investiga se foram provocados para criação de gado em áreas preservadas. Parte do fogo teve início em áreas de reserva legal e de mata nativa de donos de terra, que são protegidas por lei e devem ser preservadas.

Em meio ao aumento recorde nas queimadas no Pantanal, o presidente Jair Bolsonaro disse ontem que o “Brasil está de parabéns” pela forma como preserva o seu meio ambiente. A declaração foi dada durante a inauguração de uma usina fotovoltaica no interior da Paraíba.

A fumaça das queimadas que atingem o Pantanal chegou ao Sudeste e à cidade de São Paulo. A expectativa é em relação à possibilidade de “chuva negra” até o próximo domingo em todo o município, a exemplo do que ocorreu em agosto do ano passado com o material particulado que veio da Amazônia.