18 de maio de 2021
Campo Grande 32º 19º

Política

Projeto facilita legalização de documentos estrangeiros no Brasil

A- A+
Gustavo Lima/Câmara dos Deputados
Carlos Bezerra
Carlos Bezerra: avanço em diminuir a burocracia e agilizar procedimentos

O Projeto de Lei 393/21 dispensa de registro em cartório os documentos estrangeiros abrangidos pela Convenção da Apostila, firmada em Haia em 1961, da qual o Brasil é signatário. O acordo agiliza e simplifica a legalização de documentos entre os países signatários, permitindo o reconhecimento de documentos brasileiros no exterior e de documentos estrangeiros no Brasil.

O projeto, do deputado Carlos Bezerra (MDB-MT), acrescenta um parágrafo à Lei dos Registros Públicos. Hoje, a lei sujeita a registro, no Registro de Títulos e Documentos, todos os documentos de procedência estrangeira, acompanhados das respectivas traduções, para produzirem efeitos em repartições públicas ou em qualquer instância, juízo ou tribunal ou ainda em relação a terceiros.

Carlos Bezerra observa que serão considerados como documentos públicos e, portanto, dispensados de legalização os documentos provenientes de uma autoridade ou de um agente público vinculados a qualquer jurisdição do Estado, os administrativos, os atos notariais e as declarações oficiais apostas em documentos de natureza privada.

Por outro lado, acrescenta, a convenção não será aplicável a documentos emitidos por agentes diplomáticos ou consulares ou diretamente relacionados a operações comerciais ou aduaneiras.

"A dispensa representará um considerável avanço no que tange à diminuição da burocracia e à simplificação de procedimentos formais para eficácia e validade de documentos estrangeiros. Entretanto, outros procedimentos usuais continuarão sendo exigidos", declarou o autor.

Tramitação
O projeto tramita em caráter conclusivo e será analisado pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Saiba mais sobre a tramitação de projetos de lei

Reportagem Noéli Nobre
Edição Ana Chalub