01 de agosto de 2021
Campo Grande 27º 13º

PSC não garante apoio ao PMDB do Estado

A- A+

O presidente regional do PSC (Partido Social Cristão), Wilson Joaquim afirmou na manhã de hoje, que seu partido, a princípio, deve apoiar o PMDB (Partido do Movimento Democrático Brasileiro) no Estado, mas não descarta a possibilidade de mudar de ideia e caminhar com os petistas.

“Estamos dialogando com o PMDB. A princípio estamos com eles, mas não podemos descartar a possibilidade de mudar de ideia. Política é isso, algumas decisões podem ser mudadas, mas por enquanto estamos com o PMDB no Estado”, afirma o presidente.

Wilson destaca ainda que Pedro Chaves, que é o atual coordenador da campanha do pré-candidato ao governo do Estado, Delcídio do Amaral (PT) continua no PSC e se decidir se licenciar do partido para apoiar o PT (Partido dos Trabalhadores), será liberado. “Ele continua no nosso partido, mas se por acaso pedir licenciamento, será liberado sem problema nenhum. Se ele quiser deixar o partido, também poderá sair sem problemas, mas ainda podemos caminhar até mesmo com o PT no Estado e daí não teria necessidade dele sair ou se licenciar”, explica Wilson.

Questionado sobre o fato de Pedro Chaves ser coordenador da campanha do Delcídio durante as eleições de 2014 causar um racha dentro do partido, levando em consideração o possível apoio do PSC ao PMDB, Wilson garante que não existe racha dentro do partido e “que isso faz parte da política”. Pedro Chaves é presidente de honra do PSC.

Dany Nascimento