24 de fevereiro de 2021
Campo Grande 33º 21º

PSDB controla pulverização interna para pacificar escolha de pré-candidatura

A vice-governadora Rose Modesto se desponta entre os nomes do PSDB

Com ao menos cinco nomes disponíveis para liderar a chapa majoritária na sucessão em Campo Grande, o PSDB vem tomando todos os cuidados para não permitir que a disputa pela indicação partidária saia de seu leito de normalidade. Os próprios pretendentes demonstram estar conscientes dessa possibilidade e se esforçam para não criar problemas aos dirigentes, notadamente o governador Reinaldo Azambuja e o deputado federal licenciado Márcio Monteiro, presidente do Diretório Regional.

A unidade partidária será uma das credenciais do partido para edificar a estratégia política e eleitoral, com a formação das chapas majoritária e proporcional e as parcerias, de acordo com o governador. No entanto, ele prefere deixar que o processo seja conduzido pelos diretórios (Regional e Municipal), sem interferir. Por isso, faz questão de deixar claro que não tem predileção específica e que todas as opções disponíveis estão qualificadas.

Os nomes do PSDB são os da vice-governadora Rose Modesto; dos secretários de Gestão Estratégica e Administração, Eduardo Riedel e Carlos Alberto Assis; do vereador João Rocha, presidente da câmara Municipal; e dos deputados estaduais Felipe Orro, Beto Pereira e Mara Caseiro, recém-convertidos ao tucanismo. Desse grupo, a pré-candidatura que por enquanto repercute com maior intensidade política e goza de melhor pontuação nas pesquisas já divulgadas é a de Rose Modesto.

Até á convenção, os tucanos campo-grandenses vão realizar consultas e debates externa e internamente para aferir a capilaridade e a identificação programática das candidaturas. A chapa que for escolhida será apoiada sem problemas, conforme antecipam os próprios pré-candidatos. Na verdade, a maioria deles tem a perspectiva de ampliar sua visibilidade nesse processo, já que a disputa municipal deste ano serve como ensaio para 2018, quando os planos eleitorais visualizam projetos para a Assembleia Legislativa e Câmara dos Deputados.