01 de agosto de 2021
Campo Grande 27º 13º

PSDB reafirma independência, mas não garante que bancada votará unida pela cassação

A- A+

Os vereadores tucanos João Rocha e Rose Modesto reafirmaram na manhã de hoje a posição de independência do PSDB (Partido da Social Democracia Brasileira) na Câmara Municipal e mantiveram em segredo a decisão sobre votar ou não pela cassação do prefeito Alcides Bernal (PP) na sessão de julgamento que acontece amanhã, a partir das 14h.

Rose Modesto afirma estar curiosa para ouvir a defesa do prefeito antes de tomar a decisão e João Rocha segue a mesma linha de pensamento. “Não posso afirmar o meu voto, pois sou jurado. Jurado que vai à tribuna já com voto não é jurado. Não se trata de ser base ou oposição, estamos agindo nesta situação de forma técnica”, declarou João Rocha.

Ambos os vereadores também negam qualquer vantagem para a candidatura do deputado federal Reinaldo Azambuja (PSDB) caso o prefeito seja cassado e acabe manchando também a imagem do senador Delcídio do Amaral (PT), pré-candidato ao governo estadual e também possível adversário tucano nas eleições de 2014.

“Acho que uma coisa está desvinculada da outra. Acho até que não é uma condição que vá fortalecer ou enfraquecer o PSDB. Até pela nossa condição de independente. O partido vai continuar com as suas propostas e o seu caminho”, justificou Rose.

Por outro lado, a bancada não garante que votará unida. Enquanto Rose afirma que “não haverá surpresas”, João Rocha admite que pode não estar de acordo com a colega vereadora. “Poderá ter o mesmo voto, mas não podemos atrelar isso. Vou proferir meu voto conforme o meu julgamento e ela conforme o julgamento dela”, finalizou.

Diana Christie