19 de junho de 2021
Campo Grande 27º 14º

Para Puccinelli, R$ 34 milhões garantem término do Aquário na próxima gestão

A- A+

O governador do Estado, André Puccinelli (PMDB), acabou de comentar, com felicidade e satisfação, sobre a aprovação do Projeto de Lei, pelos deputados estaduais, que  destina R$ 34 milhões às obras do Aquário do Pantanal.

Puccinelli explicou que não havia impedimentos nem motivos para rejeitar o projeto. “Nada mais justo que aprovar este projeto, o fundo de compensação ambiental possui R$ 78 milhões, desses, R$ 10 milhões tem destinação específica não pode ser alterado. Sobra ainda R$ 58 milhões, dos quais R$ 35 milhões aproximadamente, que são para ações em parques, de reparos, praças, instituições e locais ligados a preservação ambiental”, disse o governador

O governador disse ainda que, em vez de destinar  recursos para o Parque do Pombo, no município de Três Lagoas, ou outros locais, como o Parque do Jateí ou Ivinhema, o recurso será utilizado para terminar uma obra que é considerada por ele emblemática.

Sobre o fato de o governador eleito, Reinaldo Azambuja (PSDB), se recusar em dar continuidade à obra, que será entregue com pouco mais de 90% concluída, enquanto não forem concluídas as auditorias, Puccinelli foi sucinto.

“Podem auditar, não chega a esses R$ 200 milhões que vivem falando. A minha intenção com esse projeto que foi aprovado é para que não haja prejuízos no Estado”.

Segundo o governador, a preocupação é que o Estado não sofra prejuízos financeiros caso a obra seja interrompida por longo prazo, fazendo com que os contratos assinados pelo governador  terminem.

“Com certeza os R$ 34 milhões são mais que suficientes para concluir. Enviei o projeto para q não seja desperdiçado dinheiro, para que não haja no próximo governo improbidade administrativa, por deixar de usar um recurso simplesmente por birra. Se ele fizer direitinho sobra uns R$ 20 milhões compensação para ser utilizado no que quiser”, finalizou.

Tayná Biazus e Heloísa Lazarini