16 de setembro de 2021
Campo Grande 32º 20º

Política

Randolfe pede intervenção do Senado para permitir que Venezuela forneça oxigênio ao Amapá

A- A+

O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) fez um apelo ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, para que a Casa intervenha na questão do fornecimento de oxigênio oferecido pelo governo da Venezuela ao Amapá. Randolfe fez o apelo durante a sessão deliberativa remota do Congresso Nacional realizada nesta quinta-feira (25).

Randolfe explicou que, como as relações entre os dois países estão rompidas, é necessária uma comunicação de alguma autoridade brasileira com uma autoridade venezuelana para que seja feito o deslocamento para o Brasil dos cilindros de oxigênio. Isso seria uma forma de evitar, argumenta ele, o colapso da área da saúde no Amapá. O senador disse que já há um colapso de abastecimento de oxigênio na capital do estado, Macapá.

Em resposta ao apelo, Rodrigo Pacheco afirmou que está fazendo tudo que é possível para que o oxigênio oferecido pela Venezuela chegue ao Amapá.

Especialmente [como estamos] à míngua de uma diplomacia adequada do Ministério de Relações Exteriores do Brasil, vamos suprir essa dificuldade junto à Venezuela para poder atendê-lo. Amanhã mesmo [sexta-feira] cobrarei o resultado do trabalho feito pelo diplomata que nos assiste e farei contato com Vossa Excelência imediatamente, porque realmente o tempo urge declarou Pacheco.

O líder do governo no Senado, Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), ressaltou que o governo brasileiro não criará empecilhos para que o oxigênio oferecido pela Venezuela chegue "a tempo de assistir a população de Macapá".

Queria trazer à reflexão de todos do Senado Federal que, por ocasião da situação que Manaus enfrentou, a Venezuela providenciou o fornecimento de oxigênio para aquele estado [Amazonas] e para aquela capital, e não houve nenhum obstáculo por parte do governo federal afirmou Bezerra.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)