25 de junho de 2021
Campo Grande 30º 19º

Reinaldo diz que é preciso corte radical de despesas para encher cofre vazio

A- A+

O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) anunciou hoje, durante visita à Secretaria de Estado de Fazenda, que será preciso exonerar comissionados e cortar radicalmente as despesas do governo do Estado, pois o cofre de Mato Grosso do Sul "está vazio".

Segundo Reinaldo, o aumento na folha de pagamento efetuado pelo ex-governador André Puccinelli (PMDB) no final de 2014 mais o aumento de repasses do duodécimo do legislativo e das despesas do judiciário deixaram Mato Grosso do Sul com muitas despesas e pouca receita.

"Hoje temos um core vazio com grandes demandas que não foram cumpridas pelo governo anterior, que deixou uma despesas grande com recurso de pessoal. Por isso, nós teremos que ter esforço coletivo para aumentar a arredação e diminuir custeio para garantir que as demandas da população como saúde, educação e segurança recebem seus devidos investimentos", explica.

Para isso, Reinaldo reiterou que pretende cortar o maior número de comissionados possível  e para que ele possa desempenhar sua função de bom gestor. O governador disse estar estudando o número exato de comissionados a serem exonerados, o que deve ser anunciado nas próximas semanas.

Heloísa Lazarini e Leide Laura Menseses