15 de outubro de 2021
Campo Grande 29º 20º

'Relação' entre Marquinhos e Rede esfria, após cogitar apoio do partido para sair do PMDB

A- A+

Mesmo anunciando ruptura com dirigentes do PMDB, o deputado estadual Marquinhos Trad (PMDB) deixou de contar com apoio de dirigentes do partido Rede Sustentabilidade, em Mato Grosso do Sul. O Rede é uma das legendas que Marquinhos iniciou conversação visando uma possível migração à sigla para compor sua pré-candidatura a Prefeitura Municipal de Campo Grande, caso deixasse os peemedebistas.

Apesar de inúmeras demonstrações de afinidade com o Rede, Marquinhos afirmou ao MS Noticias que não recebeu até o momento nenhum “convite” para filiar-se à legenda. “Me afastei dos dirigentes do Rede em MS. Não tenho mais dialogado com eles desde março”, afirma.  

Rejeição

Por outro lado, representantes do Rede  já confirmaram que terão candidato na majoritária para disputar a prefeitura da Capital em 2016, mas, também são enfáticos em dizer que não irão apoiar a filiação de políticos “profissionais” no partido. “Alguns políticos que quiseram se filiar nós não permitimos pois entramos no acordo de trazer novidade. O momento atual nos exige muita cautela, não podemos iniciar processo já maculado com nenhuma outra situação. Não podemos cometer equivoco de afirmar nada”, ressaltou um dos dirigentes do Rede Sustentabilidade em MS, Ricardo Gomes ao ser questionado sobre Marquinhos Trad. 

Sem prosseguir diálogos, Marquinhos ainda considera o Rede uma alternativa para o ano que vem. “ É um partido com bons nomes”, frisa. Quanto ao posicionamento dos representantes do Rede Sustentabilidade, o deputado é crítico. “ Essa questão de políticos profissionais é subjetiva,até porque quem fundou o Rede [ ex-senadora Marina Silva] já teve vários mandatos”, lembra. O Rede Sustentabilidade foi registrado pelo TSE ( Tribunal Superior Eleitoral) em setembro deste ano, e surgiu com a proposta de fazer “nova política”. Com a criação da legenda, o cenário político nacional conta, agora, com 34 partidos.