28 de julho de 2021
Campo Grande 14º

Política

Renato Câmara repercute mês de combate à violência contra idosos

A- A+

Hoje, 15 de junho, é celebrado o Dia Mundial de Conscientização da Violência Contra a Pessoa Idosa, conforme declarado pela Organização das Nações Unidas (ONU) e a Rede Internacional de Prevenção à Violência à Pessoa Idosa no ano 2006. Por isso, o deputado Renato Câmara (MDB) durante sessão da Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul (ALEMS) abordou o tema em suas explicações pessoais.

"Estamos no mês de junho prata, um mês inteiro dedicado a discutir e debater formas de enfrentamento a violência contra pessoas idosas. Nessa pandemia, os casos de violência contra idosos aumentou em 70%. Estamos discutindo sobre isso em mais de 20 ações a serem realizadas ao longo do mês", afirmou o deputado.

O deputado especificou que na próxima sexta-feira haverá um debate com a Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast) do Governo do Estado de Mato Grosso do Sul a respeito do combate ao feminicídio de mulheres idosas. No dia 30 de junho, conforme o deputado Renato, haverá um encontro on-line com mais de 30 municípios para que seja possível fazer um plano de combate à violência à pessoa idosa, para "sairmos da discussão e executarmos ações em prol dessa população".

Outras pautas

Renato Câmara aproveitou as explicações pessoais também para parabenizar os engenheiros agrimensores de Mato Grosso do Sul, pois o Dia do Engenheiro Agrimensor é comemorado em 4 de junho. Criado pelo deputado, o Diploma de Honra ao Mérito Legislativo em comemoração ao Dia do Engenheiro Agrimensor Engenheiro Dírio Ricartes de Oliveira, homenageará na noite de hoje (15) profissionais que, notoriamente, prestam ou prestaram relevantes serviços em favor do Estado.

O nome do engenheiro Agrimensor Dírio Ricartes de Oliveira foi escolhido, conforme Renato, em reconhecimento aos serviços que prestou e que marcou a história da agrimensura no Estado.  

Ainda, o parlamentar comentou sobre projeto de lei que apresenta no dia de hoje sobre assistência ao paciente infectado pela Covid 19 em caso de transferência para atendimento em outro estado brasileiro por falta de vagas nos hospitais de Mato Grosso do Sul.

"Nos chamou atenção o caso da paciente Bruna encaminhada a Porto Velho, que ficou em 3 dias de alta e não sabia como entrar em contato com a família e retornar. E entrou em contato com nosso escritório em Dourados e conseguimos falar com Geraldo Rezende, que atendeu o nosso pedido pelo transporte da paciente de volta. Estamos observando que existem vários casos como esse", explicou o deputado.

Conforme Renato, o projeto de lei visa a regulamentação para facilitar o acesso a informações aos pacientes que são transferidos e depois recebem alta e, ainda em fase de recuperação, não sabem com quem falar e como serão transportados de volta ao estado.

Por fim, Renato parabenizou o deputado Paulo Corrêa (PSDB), por ter representado a ALEMS em Dourados, em uma ação conjunta com a FIEMS e Energisa visando fortalecer a campanha por mais vacinas.