20 de setembro de 2021
Campo Grande 38º 26º

PROGRAMA SOCIAL

Riedel confirma auxílio-emergencial com valor superior ao do Vale Renda

Proposta precisa ser encaminhado para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, mas ainda não há uma data clara de quando será enviado

A- A+

O secretário de obras de Mato Grosso do Sul, Eduardo Riedel, confirmou hoje (19.mar) o projeto de lei que destinará auxílio-emergencial às famílias em situação de vulnerabilidade. O critério será com base no Vale Renda, que atende atualmente 45 mil pessoas, pagando o valor de R$ 180, em 13 parcelas anuais à elas.   

“Serão cerca de 100 mil famílias e o valor será superior ao Vale Renda, de 20 mil famílias, poderão migrar para esse novo programa”, anunciou o secretário.  

Riedel explicou hoje que a medida visa dirimir o impacto social provocado pela Covid-19.  “Estamos estudando a consequência social da pandemia e nesse momento nos debruçamos para que pudéssemos formatar um programa de suporte alimentar para a população que mais precisa e essa é a intenção”, destacou o secretário.  

O projeto foi anunciado no mês passado pelo governador. Em 22 de fevereiro, fonte governista confirmou que estavam estudando fazer um cartão em que as pessoas poderiam usar para fazer compras de alimentos. "Não será possível comprar bebida alcóolica”, explicou.

A proposta do programa precisa ser encaminhado para a Assembleia Legislativa de Mato Grosso do Sul, mas ainda não há uma data clara de quando será enviado. No mês passado o Estado disse: "nos próximos dias". O secretário repetiu a frase nesta sexta-feira.