10 de abril de 2021
Campo Grande 35º 20º

Eleições 2016

Rose pode ter Facebook suspenso pela justiça por desobediência

A juíza Eucélia Moreira Cassal suspendeu mais uma propaganda eleitoral da candidata do PSDB à Prefeitura de Campo Grande, Rose Modesto. Na mesma decisão, a magistrada deixou claro que, em caso de desobediência, pode mandar fechar a página do Facebook da tucana.

O alerta da juíza ocorreu após a coligação de Rose desobedecer ordens judiciais ao veicular propagandas suspensas em outros meios de comunicação. Ou seja, a magistrada proíbe a exibição de determinada propaganda na TV e Rose a divulga no Facebook e vice e versa.

Diante dos fatos, a magistrada avisou Rose e sua coligação da possibilidade de suspensão da página. “A medida liminar de vedação da propaganda impugnada se estende para todos os veículos de comunicação, seja televisão, rádio, imprensa escrita ou internet e, neste último caso, a desobediência poderá implicar também na suspensão da página do candidato/coligação”, pontuou Eucélia.

Rose teve mais uma propaganda suspensa, com possibilidade de multa de até R$ 50 mil em caso de desobediência. Na propaganda ela cita Nelsinho Trad (PTB) e Luiz Henrique Mandetta (DEM), alegando que Marquinhos é parente e não vai mudar nada.

A juíza entendeu que há indícios de conduta difamatória ou injuriosa na propaganda, que tenta acusar Marquinhos de inércia, levando a uma lesão a honra dele e suspendeu a propaganda.

“Defiro medida liminar para determinar que a representada se abstenha de veicular a propaganda impugnada, conforme mídia e transcrição ajuntadas, até sentença, sob pena de multa de R$ 50 mil por veiculação”, diz parte da decisão.