25 de setembro de 2020
Campo Grande 36º 22º

Sede da Câmara de Vereadores é uma das condições do PT para continuar ao lado de Bernal

Diana Christie

O prefeito de Campo Grande Alcides Bernal (PP) informou nesta manhã que, entre os pedidos feitos pelas lideranças do PT no fim da tarde de ontem, está a resolução definitiva sobre o local onde será instalada a sede da Câmara Municipal. A proposta foi feita numa tentativa de harmonizar legislativo e executivo. “Vou construir um novo centro administrativo formado pela Câmara dos Vereadores e a Prefeitura. Estamos fazendo estudo técnico em três lugares”, explicou Bernal.

De acordo com o prefeito, uma das áreas avaliadas fica no Parque dos Poderes, outra na saída para Aquidauana e outra na saída para Cuiabá. Ainda segundo ele, os vereadores continuam no prédio atual até a construção da nova sede.

O dilema começou quando a Justiça determinou no início do ano que o prédio localizado na rua Indianápolis, no Jardim Noroeste, fosse desocupado. Os vereadores chegaram a pedir a desapropriação do prédio para continuar no local, mas o prefeito não autorizou a ação.

A empresa Haddad Engenheiros Associados, dona do local, cobra uma dívida de R$ 11 milhões em alugueis atrasados que deixaram de ser pagos em 2005, pois o valor das mensalidades foi considerado abusivo pelo MPE (Ministério Público Estadual).

Durante a reunião com o PT também foi discutido a criação de um conselho político para auxiliar a administração de Bernal e uma reforma nas secretarias. De acordo com o prefeito, a nomeação das secretarias da Juventude e da Mulher saem até o final de novembro.