GEO AND DEVICES - POR TERO QUEIROZ

MS Notícias

segunda, 01 de junho de 2020

TRANSPORTE

Sem dinheiro para tirar ônibus velhos, sócios embolsaram lucro de R$ 7 milhões em 2017

Consórcio não cumpre o contrato de concessão, firmado no ano 2012, que prevê a frota com idade média de cinco anos

Por: O JACARÉ10/05/2019 às 12:08
ComentarCompartilhar
Apesar do serviço ser considerado ruim e caro, empresários ficam com lucro milionário e não têm do que reclamar do transporte coletivo da CapitalApesar do serviço ser considerado ruim e caro, empresários ficam com lucro milionário e não têm do que reclamar do transporte coletivo da CapitalFoto: Reprodução

Sem dinheiro para comprar novos ônibus e tirar os 48 velhos em circulação, o Consórcio Guaicurus destinou praticamente todo o superávit registrado em 2017 para o pagamento de dividendos. Conforme documento encaminhado à Agência Municipal de regulação, os sócios embolsaram o lucro de R$ 7 milhões contabilizado naquele ano, deixando apenas R$ 252 mil para investimentos.

O problema é que o consórcio não cumpre o contrato de concessão, firmado no ano 2012, que prevê a frota com idade média de cinco anos. Agora, as quatro empresas reagiram à notificação da Agência Municipal de Regulação, que determinou a substituição imediata dos veículos com até mais de 10 anos sob pena de multa de R$ 2,7 milhões.

Na semana passada, o consórcio ingressou com ação de antecipação de produção de provas na Justiça. O objetivo é realizar perícia para verificar o equilíbrio econômico-financeiro do contrato.

Para reforçar o pedido, o grupo anexou auditoria realizada pela Max Valor Consultoria e Treinamento e os relatórios encaminhados à Agereg.

Em um dos documentos, as empresas Cidade Morena, Jaguar, São Francisco e Campo Grande informam que os sócios ficaram praticamente com todo o lucro de 2017. O consórcio não só defende a distribuição do lucro de R$ 7 milhões entre os sócios, como argumenta que a prefeitura deveria adotar medidas para elevar os ganhos em mais R$ 10 milhões.

Pelo cálculo do consórcio, o lucro de 2017 deveria ser de R$ 17,2 milhões, o que garantiria o pagamento dos dividendos e ainda o investimento de R$ 10 milhões para manter a frota na idade média prevista em contrato.


Trecho em que consórcio diz que pagou dividendos
 

Sem condições de realizar investimentos, em decorrência das supostas perdas de R$ 76,9 milhões contabilizadas entre 2013 e 2018, o consórcio prevê que a idade média dos ônibus chegará a 7,35 anos, quase dois anos e meio acima do previsto no contrato.

Outro problema argumentado no documento é que o contrato prevê taxa interna de retorno de 12,24%. Esse índice só foi alcançado em 2015, quando o grupo deixou de investir R$ 14,3 milhões.

Apesar de não cumprir o contrato, os donos das empresas de ônibus continuam tendo motivos de sobra para sorrir. De acordo com a ação judicial, o lucro teve aumento de 54% no ano passado, chegando a R$ 11,177 milhões.

O problema é que enquanto os empresários celebram os lucros milionários, o usuário continua sofrendo com a precariedade do serviço.

Sem condições de realizar investimentos, em decorrência das supostas perdas de R$ 76,9 milhões contabilizadas entre 2013 e 2018, o consórcio prevê que a idade média dos ônibus chegará a 7,35 anos, quase dois anos e meio acima do previsto no contrato.

Outro problema argumentado no documento é que o contrato prevê taxa interna de retorno de 12,24%. Esse índice só foi alcançado em 2015, quando o grupo deixou de investir R$ 14,3 milhões.

Apesar de não cumprir o contrato, os donos das empresas de ônibus continuam tendo motivos de sobra para sorrir. De acordo com a ação judicial, o lucro teve aumento de 54% no ano passado, chegando a R$ 11,177 milhões.

O problema é que enquanto os empresários celebram os lucros milionários, o usuário continua sofrendo com a precariedade do serviço.

Deixe seu Comentário

TV MS

15 de maio de 2020
Ministério da Cidadania fala sobre auxílio emergencial
Ministério da Cidadania fala sobre auxílio emergencial

Últimas Notícias

Ver Mais Notícias
MS Notícias - Sua referência em jornalismo no Mato Grosso do SulRua José Barnabé de Mesquita, 948
CEP 79100.200 - Vila Duque de Caxias
Campo Grande/MS
 (67) 99309.8172

Editorias

Institucional

Mídias Sociais

© MS Notícias. Todos os Direitos Reservados.
Desenvolvimento Plataforma