29 de novembro de 2020
Campo Grande 35º 23º

DESCONHECIMENTO

Sem entender que vacina será na verdade produzida no Brasil, seguidores criticam Bolsonaro

"NÃO SERÁ COMPRADA", teve que responder Bolsonaro em caixa alta numa publicação nesta manhã

O Ministério da Saúde assinou na 3ª-feira (20.out.2020) protocolo de intenções para adquirir 46 milhões de doses da Coronavac, vacina que está sendo produzida pelo Instituto Butantan e pelo laboratório chinês Sinovac

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta hoje, 4ª-feira (21.out) que a vacina contra o novo coronavírus produzida na China "não será comprada" pelo governo brasileiro. A mensagem foi publicada em uma rede social, em resposta a um comentário crítico ao anúncio do Ministério da Saúde de que tem a intenção de adquirir 46 milhões de doses da Coronavac.

Os seus seguidores não entenderam que a vacina será produzida no Brasil, mas teve que adquirir a tecnologia científica da China, pois naquele país a vacina foi originalmente desenvolvida.  

"Presidente, a China é uma ditadura, não compre essa vacina, por favor. Eu só tenho 17 anos e quero ter um futuro, mas sem interferência da Ditadura chinesa", comentou o usuário, ao que o presidente respondeu:

"NÃO SERÁ COMPRADA", em caixa alta.