30 de setembro de 2020
Campo Grande 40º 23º

CALÚNIA

Silas Malafaia é condenado a pagar R$ 15 mil por mentiras divulgadas contra Freixo

O deputado processou o pastor, em 2016, pelas ofensas feitas em quatro vídeos publicados no YouTube

O 'amigo pessol do presidente Jair Bolsonaro' e  pastor Silas Malafaia foi condenado a indenizar o deputado federal Marcelo Freixo (PSOL-RJ) em R$ 15 mil, por determinação da 36ª Vara Cível do Rio. A informação foi dada em primeira mão na Coluna do Ancelmo Gois, no O Globo. 

O deputado processou o pastor, em 2016, pelas ofensas feitas em quatro vídeos publicados no YouTube, durante a campanha eleitoral daquele ano. Malafaia, entre outras coisas, segundo o advogado João Tancredo, acusou Freixo de querer “erotizar precocemente crianças de seis anos na escola”.

Nos quatro vídeos o pastor dissemina boatos contra o político: “O seu partido, o PSOL, é a esquerda radical que acredita naquele comunismo da União Soviética anterior a 1988. O PSOL apoia o governo da Coreia do Norte, Cuba, Venezuela. É esse sistema que apoiam e querem implantar no Rio de Janeiro”, disparou em uma das gravações, publicada na terça-feira (6).

“Marcelo Freixo é a favor de que crianças de seis anos aprendam sexualidade na escola”, continuou. “Vagabundos, deveriam estar na cadeia”.

Segundo o pastor, Freixo é “contra a PM e apoia os black blocks”. Para tentar conter a onda de boatos espalhados pelas redes sociais, a equipe do candidato lançou o site “A Verdade sobre Freixo”.